INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Diferenças pequenas, sutis, mas diferenças – II, Os Processos: individual e coletivo.

Postagem original, em 12.06.2012


Diferenças pequenas, sutis, mas diferenças – II,
Os Processos: individual e coletivo.

Este ponto, dos processos individuais e coletivos,
ainda gera uma certa “confusão”, 
levando à muitos a “estarem em um”, pensando estar no outro;
“comprando gato por lebre”, pois em ambos há “mudanças”: 
num a "mudança de conceitos",
noutro a de "estado".

Mas a diferença não é “conceitual”;
ela é efetiva na “prática”, nas atitudes;
nos seus ramos ( aonde levam) e conseqüências.

Enquanto que no processo coletivo estamos apenas “fazendo número” e sendo levados pela maré, 
por vezes sacudindo de um lado ao outro;
quando “assumimos” o processo individual,
do rever-se, do SENTIR e aceitar o caminho do SER,
deixamos de ser “figurantes”
e passamos a fazer parte  do“comando que dita as marés”.
Pois, passamos a ter “responsabilidades”
e atuamos com e pelo TODO
tanto no nosso processo individual,
como no coletivo e no da Mãe Terra.
 

Em outras palavras:
- No processo coletivo nos sintonizamos e acabamos vibrando pelo externo.
Pois procuramos, aqui e ali, o que reforce nossos conceitos
(que nos foram impostos, com “a importância” dos rótulos, títulos...)
e não percebemos a energia
(ao que ela nos conduz e induz),
não escutamos nossa Voz Interior 
nem respeitamos o nosso SENTIR.
Sendo neste “pula-pula” do aqui e ali,
que muitos se iludem e se julgam “felizes e livres”,
sem perceberem que se vincularam
e puseram em si mesmos as “amarras da sombra”,
ficando “presos” ao “tempo e aos momentos”,
as sensações e aos “rumos dos acontecimentos”;
bloqueando e negando, simultaneamente,
o seu próprio caminhar,
que é o do Seu SER e Único!



- entregue ao processo individual,
começamos a perceber a Verdadeira Liberdade e Poder;
vamos passo a passo soltando os “grilhões” do medo,
das manipulações, das induções
e SENTINDO a companhia e amparo do Universo Evolutivo,
a sua leveza e AMOR...
Começamos a voltar a fazer parte
do "Sagrado Fogo Eterno da Criação"!

Vamos adquirindo a consciência e a percepção 
do intuito e propósito do que nos cerca
e conscientizando-nos de onde vem o VERDADEIRO PODER:
“...E O PODER SERÁ DADO A QUEM O
MAL CONFRONTAR...”
-Miguel Guerreiro da LUZ-

Desfazendo a ilusão do poder do homem e suas instituições”,
das suas nomenclaturas e empáfia;
e assumindo com responsabilidade
o nosso SER como LUZ da Criação. 

Colocamo-nos humildemente como aprendizes
e vamos indo, determinadamente,
para a condição de “iguais” com TODOS
que estão pela LUZ;
realizando com prazer, as tarefas que nos são designadas
(com qualquer SER ou “espaço”)
em plena Liberdade de ação
e tendo como “parceiros”,
somente o Universo Evolutivo, com seu AMOR e VERDADE.

ArqueiroHur