INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

O ORGULHO - Revisto

                                                        Potagem original, em 17.11.2011



 O ORGULHO - Revisto

“... O ORGULHO ainda é muito forte dentro de alguns.
Esta revisão e novo olhar é de cada um...
Deixe “ir” aqueles que assim o desejam e não querem se ver...
Muito há ainda por se fazer...”                                            
-Arcanjo Miguel- 22.03.2011, por Zé Mauro

Nesta pequena e breve orientação, foi da minha compreensão que chegou o momento da “separação do joio”..., 
momento da “escolha”..., 
de deixar as máscaras caírem e tirar as couraças, ou não.  


Sim! É doloroso o “olhar para si”!...

Reconhecer o quanto somos egoístas não é fácil!... 
“Só quem tentou sabe o quanto dói”

Perguntamos no meio do caminho: 
-Para que tudo isto..., tanta “dor”?... 
O “mundo ao meu redor” continua o mesmo!

E assim, apesar de “pregarmos” o Amor ao Todo, continuamos com as velhas “práticas” de sobrevivência que o “mundo” no ensinou. 
Onde o que importa é atingirmos o nosso objetivo de momento...

E que é muito interessante, pois, não observamos que a cada momento o “objetivo” muda!

Ex: Se o MEU objetivo é a segurança do MEU lar, pouco me importa se passarinhos e outros animais, sucumbem ao choque: 
‘-Vou manter minha “cerca elétrica” a todo vapor! É a minha “segurança” que está em jogo!’... 

Contudo, não deixo de “falar” a palavra AMOR, de me 'reunir para pregar ou demonstrar o meu amor'; mesmo que em prática, eu não o tenha. 

Não reconhecemos nossos atos e suas conseqüências, entretanto, falamos em PERDÃO!... 
Sem, todavia, “olharmos” nossos pequenos atos e comportamento no dia-a-dia.

Falamos na “entrega”, mas não confiamos!... 

Se realmente confiássemos no Poder Divino, qual o sentido e razão da “cerca elétrica” que assassina inocentes?...

E por que não confiamos?

Simples: ORGULHO!

É ele que nos “impede” de nos observarmos e realmente praticar o que falamos! 
Até porque, no caminho, entramos em outras “armadilhas”, que são:  CULPA e a FUGA!

A “REVISÃO” não deve nos levar a culpa nem ao “arrependimento”.  
As “falhas” nos são apontadas para que as superemos e assim possamos Evoluir! 
Não para ficarmos nos vendo como culpados ou vítimas e “presos” a isto.

E muito menos, buscar “acolhimento” em meios onde nossas palavras ressoam bem aos “ouvidos”. Ou onde nossas atitudes e comportamentos não são revistos, ao contrário, são até acobertados por este ressoar.

“A criança (bebê) aprende a andar, em geral, por estímulos dos que a cercam... 
Porém, se ela se sentir “culpada” por não saber andar, ela jamais conseguirá se por de pé e caminhar.”

E se ela procurar o “refúgio” em alguém ou em alguma coisa, ela só retardará o seu caminhar.

A oportunidade que nos é dada, é neste AGORA!  

Devemos assim, entender que as “situações” apontadas e ou vividas, são na Verdade “estímulos” dados pelo Universo para que possamos continuar na nossa caminhada Evolutiva. 
E deixar surgir o novo olhar!

É preciso coragem para se ver pequeno e na ignorância!... 
E se Amar muito e Verdadeiramente, para promover as mudanças...

Mas a quem tentar “ousar” se ver, há a garantia da Companhia dos Irmãos de LUZ!

A ESPERANÇA deve residir e estar vinculada ao trabalho, ao rever-se. Não nas palavras que dão conformidade e sustentação ao ego e assim levam a acomodação e fugas.

ArqueiroHur


ps: o tempo para se "esconder" está findando.