INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Agradecimento ou dívida?

Postagem original, em 03.12.2012



Agradecimento ou dívida?

Em geral, o agradecimento humano se efetua pelo “dever”, 
em ambos sentidos, tanto de dívida como de obrigação.
Isto ocorre por termos sido formatados com o
“dando para receber”; 
e assim, em contrapartida, quando se recebe, também se deve.

É esta vibração de dívida e obrigação que, disfarçadamente, 
emana no agradecimento, no 'presente/brinde', 
na 'prenda/pagamento'...

Isto sem levarmos em conta outras vibrações mais densas ainda que “afloram”, 
como o despeito e a inveja por o “outro ter para nos servir”, 
onde incorporamos a inferioridade e a insatisfação...
e que também acompanham a "paga".

Porém:



O TODO não faz para ter, receber ou cobrar;
Ele atua por Ser,
não podendo ser diferente do que É.

O TODO não faz para Ser,
Ele faz por que É!  

Por Ser AMOR, Ele emana AMOR;
Por Ser a VERDADE, Ele dissemina a VERDADE
e assim por diante...

Então, quando reconhecemos e entendemos
o que recebemos e Somos,
agradecemos verdadeiramente sem falas ou adornos,
apenas ofertando-nos ao TODO.
Não por esperar algo,
apenas por Sermos o que Somos
sem o ‘querer fazer’, ser ou mostrar.


Se 'queremos realmente' ser gratos,
devemos procurar largar os desejos e quereres,
observar os conceitos, revendo-os,
e assim, agradecer SENDO;
cuidando da nossa energia e da que nos cerca,
disseminando a VERDADE e emanando o AMOR da Criação,
aceitando a VONTADE Divina
e acatando/realizando as tarefas do SER.
ArqueiroHur