INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Aprenda a SER III - Compaixão ou Compensação?

                                       Postagem original, em 20.11.2011



Aprenda a SER III - Compaixão ou Compensação?

A compaixão é parte integrante de TODO SER... De qualquer reino ou origem... É um atributo, qualidade e condição da Criação.

Mas e nós, humanos, atuamos com ela (compaixão) ou praticamos a lei da compensação?... 
Você consegue perceber, distinguir uma da outra, na sua vida e postura?... 
E quando um outro está tentando compensar?...

A lei da compensação foi criada pela "sombra", com a finalidade clara de tentar “esconder” suas fraquezas e falhas... 
Foi difundida e propagada há séculos, juntamente com o “deus externo”, visando com que não revíssemos nossas condutas e nos mantivéssemos atrelados a este “sistema de crenças" que vigora até hoje:

- peso e medidas: onde a “falha’ é “esquecida” pelas ações benignas ou “doações” que se efetue. 
Ex: o “confessionário” e o “dízimo” tão propagado em várias linhas, situações em que se "paga" para manter a conduta.

- recompensa: dá-se ou faz-se, visando ou esperando a “recompensa de deus”. 
Ex: a “caridade” aparente, que sempre vem com algo “embutido”, como “favor” e no aguardo do “receber alguma graça”.

- obrigação e dever: onde a palavra “missão” ganhou importância e relevância.  
Ex: vai-se no dia e na hora marcada ao centro, culto, ritual, missa, enfim... e lá, naquele momento, realizamos a nossa parte com “deus” e podemos "tudo então".

Nós, não percebemos o quanto isto está enraizado no nosso “mental” nem nos damos conta do quanto praticamos esta lei...

Mas a “usamos” diariamente... Enquanto “falamos” em compaixão.

Ocorre que a compaixão é um estado de SER... 
Ela não “visa” a nada... 
Não mede “ocasião”, situação ou a quem e quando irá atuar.

O SER sabe que nada pode ou deve ser compensado
Que seus atos e “falhas”, devem ser revistos e que após isto, não há orgulho que lhe impeça de pedir perdão. Pois isto, o perdão, é a única coisa capaz de transmutar a energia gerada.
Que não adianta tentar "esquecer" uma atitude ou pensamento indevido, muito menos "agir em outros campos", para suplantar o "esquecido". E que esta "tentativa" de compensar põe em "risco", energeticamente, a quem estamos "ajudando", gerando assim, consequências...
As suas atitudes são pelo coração, não tendo “recompensa” que caiba nisto.

Entendam: a compaixão é vinculada a consciência. 
Não a crenças, convicções... e que não se pode “racionalizá-la”, explicá-la com o "por que da ação"... Pode-se, como tento aqui, dizer onde Ela não se encontra e perceber isto.
Que também não há "dever" de fazer e sim o sentir e atuar.

Assim, aprendam a SER e apliquem a compaixão.

ArqueiroHur