INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

domingo, 4 de dezembro de 2016

Até aqui, era assim...


Postagem original, em 04.01.2012


Até aqui, era assim...

“Os opostos se atraem”

Sim!... Até aqui, foi assim...

Este era o propósito: fazer com que as “diferenças” tornassem o crescimento possível ou não. 
Dando pela oposição este parâmetro, o exemplo!

Mas agora se instala o NOVO, a Ordem Divina!...

Neste NOVO, os iguais se atraem... se encontram... se fundem!... Tornam-se UM!


Sendo para que lado for: os iguais se atrairão!

Quer se queira ou não, se goste disto ou não, a “separação” se dará!

Concordando você ou não com isto, a Ordem Divina está se instalando, independente do que você acha, acredita ou espera disto e tudo se voltará ao caminho Evolutivo.

É a Vontade Divina atuando e agindo!... 
E não mais a sua, com seus caprichos e “mimos”, dentro do tempo que você supõe ser seu.

Todos nós neste exato momento, como em cada situação vivida aqui, neste agora, estamos “escolhendo” e determinando qual lado nos atrai e para onde iremos...

Quantos souberam tirar proveito do “modelo antigo”, 
de perceber a “oposição” como lição, de poder pela observação “crescer”?...

Poucos, não?!... 

O “grosso”, a maioria, preferiu e prefere “julgar o oposto” ou “gosta de ficar” na posição de se sentir “umas pobres coitadas” (almas), culpando aos “opostos”, sem, no entanto, repararem no seu “próprio interesse” no envolvimento...

Ainda há tempo!... Um tempo curto, muito curto, mas há!...

Agora, qual a sua decisão?...
Saiba que ao não tomá-la conscientemente, estás tomando-a de qualquer jeito!... A indecisão, o se esconder, o fugir, faz pender a “balança” para um lado... 
A inércia, o “deixar acontecer” é o não assumir a LUZ!


A escolha está entre:

O mergulho em si mesmo, no Todo que és ou a manutenção dos seus “velhos” padrões.


Saiba que você não é, nem nunca foi “dono do tempo”!...


O NOVO que se instala não compactua com a falta da verdade, com a irresponsabilidade, com a suposta “inconsciência”.

O que “serviu” a formatação do mundo, aos “caprichos” do ego não cabe no NOVO e é você quem “decide”, quem escolha aonde quer ficar. 

Assim... É você o “dono” do seu caminho. 
Só não vale dizer, com aquele toque de “João sem braço”, que: 
não sabia... que ninguém lhe avisou... que você foi “excluído”, tá?!

Não há NOVO, conduzindo os “velhos padrões”.
ArqueiroHur