INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

PERDOAR A SI MESMO - MOREL FELIPE WILKON

Postagem original aqui, em 28.05.2016



PERDOAR A SI MESMO - MOREL FELIPE WILKON


Perdoar a si mesmo é mais urgente que perdoar ao próximo.

Se você não perdoar a si mesmo, como vai ter condições de perdoar a quem quer que seja?

Se não perdoar seus próprios erros, suas próprias faltas, como conseguirá perdoar os erros e faltas alheias?

Perdoe primeiro a si mesmo, logo, urgentemente, 
se possível ainda hoje,
pois ninguém merece viver carregando culpas velhas de erros cometidos no passado. 

Não faça essa injustiça consigo mesmo, perdoe-se!

O sentimento de culpa age como autopunição, 
mas a autopunição só é válida quando lhe faz querer reparar o mal cometido.

Para chegar a esse ponto, você deve passar pelo estágio do remorso, que é o reconhecimento do mal realizado e consequente sofrimento; e do arrependimento, que é a ânsia de reparar ou compensar o mal que foi causado por você.

Se você já passou desse ponto, a autopunição não tem mais serventia para você. É um peso morto.
Se você não chegou a arrepender-se, não acha que seja necessário reparar ou compensar o mal que causou,
talvez esteja entrando ou já entrou num processo de vitimização e auto piedade.

Reconheça seus erros, levando em conta que muitas vezes erramos tentando fazer o que nos parece melhor em determinadas circunstâncias.
Reconheça seus erros, reveja os sentimentos e valores que o levaram a cometer deslizes e adotar comportamentos errados, abra-se consigo mesmo.

Você certamente já se deu conta disso, mas não custa perguntar:

Você já se deu conta de que você mesmo é sua única companhia obrigatória?

Que você vai acompanhar você para o resto dessa vida e para além dela, para sempre?

Você já percebeu que você está com você em todos os momentos da sua vida, bons e maus, aproveitando os benefícios e sofrendo os malefícios?

Se importe mais consigo mesmo.

Respeite mais a si mesmo.

E, acima de tudo, seja seu melhor amigo!

Abra-se consigo mesmo, conte de seus velhos medos, de suas vergonhas, fraquezas que só você conhece.
Cure essas feridas, seja amoroso consigo.
Você precisa de você. Perdoe-se!

Faça as pazes com você, e comece já a mudar seu padrão de pensamentos e sentimentos. Controle seus pensamentos, eles são determinantes para o que você faz de você.
Ame mais, comece por amar a você mesmo.

Se não amar a você, como vai amar a seu próximo?

Devemos amar o próximo como a nós mesmos, e devemos amar muito ao nosso próximo.

Isso quer dizer que você deve amar-se muito, muito mesmo.

Devemos perdoar ao próximo:
“Perdoai as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido.”

A quem você acha que está pedindo para perdoar as suas ofensas do mesmo modo que você perdoa a quem o ofendeu?

Quem você acha que julga seus erros e ofensas?

Deus?

Não, Deus não julga, essa parte compete a nós mesmos, manifestações de Deus que somos.

Somos nós que nos julgamos, somos nós que nos condenamos e somos nós que na maioria das vezes nos esquecemos de nós mesmos no fundo do cárcere da autopunição. Depois de já ter cumprido a pena a que inconscientemente nos impomos, ficamos esquecidos na masmorra suja do remorso inútil esperando por nossa própria clemência. Então tenha consideração por você mesmo, reveja seus conceitos, tome mais cuidado com suas atitudes para com você mesmo e para com o próximo.
Acima de tudo, seja um vigilante atento dos seus pensamentos.
Conduza seus pensamentos para o lado positivo das coisas, pois tudo na vida tem seu lado bom, quando queremos vê-lo.

É muito importante que você perdoe ao próximo.
Na verdade, é imprescindível.
Mas antes disso, perdoe a si mesmo.
Já está mais do que na hora. –

-Morel Felipe Wilkon-
Fonte: Associação de Divulgação da Doutrina Espirita