INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Pequenos Pensamentos - CLIV


Postagem original, em 13.03.2012


             Como distinguir a LUZ da sombra,
             se como na imagem, 
             o céu, o mar...
             tudo é o mesmo?


             Somente pelo SENTIR!
             Por perceber o TODO.


             E para tal, 
             deve-se abdicar da individualização,
             das 'suas questões'.
           
             'Preso' as questões,
             mantenho-me "separado",
             não percebo e nem SINTO.
             Pois as sensações e emoções
             me dominam.
                                            ArqueiroHur





Sobre canalizações e mais...

Postagem original, em 28.09.2013



Sobre canalizações e mais...

É corriqueiro e comum:
- “confundir” canalização com incorporação,
- considerar a canalização como algo somente de poucos,
de alguns privilegiados ou de “eleitos”,
- como também, sendo sempre as canalizações oriundas de uma frequência elevada, transmitindo-nos a Verdade e a Vontade da Criação.


Mas, vamos por partes:

1º- O que diferencia, em termos básicos, a canalização da incorporação,
é o estado de desperto e participação direta (canalização)
do de inconsciência e passividade (incorporação) do veículo/canal.

Na incorporação, há o afastamento da personalidade (corpos mental e emocional), criando o estado de inconsciência e permitindo que o corpo físico seja utilizado/possuído, e que assuma as características (gestos, atitudes, língua, trejeitos, fala e etc.) do, digamos, “invasor”. Não havendo a menor influência ou participação do mental do veículo/canal, durante o “evento” da incorporação, no que foi transmitido e ou realizado; nem mesmo a “menor lembrança” (qualquer tipo de aprendizado/consciência) lhe é dada. Vindo a tomar conhecimento do que se deu, ou pelos “registros”, em geral textos/psicografias, ou pelo relato de terceiros.
Este processo, energeticamente, ocorre/passa pelo chakra do plexo solar, gerando o afastamento do Eu atual (personalidade), a sua não responsabilidade no ocorrido e a devida amnésia de quando do seu retorno (retomada de posse) ao seu corpo.

Na canalização, há uma “união momentânea” da aura/personalidade do veiculo/canal com a fonte canalizada sem a perda do estado de desperto/consciente, onde este pode SENTIR, perceber e identificar a Vibração da fonte canalizada; permitindo-lhe “conversar” e absorver/adquirir o entendimento que necessita e é, ou pode ser, transmitido/ofertado na “união”.
Este é um processo telepático. 
O que é transmitido e ou realizado passa pelo mental, que vai concomitantemente, traduzindo/transcrevendo ou desempenhando dentro das suas características e condições; e que sendo mal conduzido ou sem o devido entendimento sobre o que ocorre, a canalização pode ser truncada ou mesmo ter o seu propósito desvirtuado por este mental.   


2º- Teoricamente, a incorporação se dá é conduzida por almas, tendo assim, uma vibração mais densa e um nível de consciência mais limitado;
enquanto que na canalização - ainda na teoria- a “fusão” se daria com Seres de LUZ, Mestres Ascencionados, Mentores espirituais, Arcanjos..., numa vibração e nível de consciência mais elevada.

Porém, na prática não é bem assim que se processa, ficando tudo relacionado e vinculado à proposta, entrega e ou interferência do veículo/canal. Pois é este que se sintoniza e vibra numa frequência mais elevada ou não.
Assim, como exemplo, se o veículo/canal se sintoniza e vibra na curiosidade/controle/medo, nas “suas questões pessoais” e interesses, o que ele irá incorporar ou canalizar estará dentro disto, desta vibração e sintonia. Não traduzindo, portanto, a Verdade ou Vontade da Criação.
Tudo ocorre e se desenvolve pela e na frequência energética (consciência ou falta dela) em que estamos sintonizados e vibrando.


3º- Se todos somos frutos da Criação e possuímos a mesma constituição física e energética, como poderia ser a canalização um processo somente de “eleitos”?... Não seria algo discriminatório e segregante por parte da Criação este privilégio de poucos?...




Agora, para que este entendimento venha a nos ter valia, antes de nos entregarmos a "nomes/assinaturas e ou imagens" - pois a sombra pode assumir/representar a mesma forma, fala e imagem ilusória que temos da LUZ para nos atrair (é o lobo travestido de cordeiro)- devemos observar, perceber e SENTIR a vibração e sintonia das ocorrências (textos ou presenças),
detectando as incoerências ou agraciamentos ao ego (cooptação); os estímulos a ilusão e aos conceitos e vontades pessoais; o desrespeito aos acontecimentos, às Leis da Criação e das coisas/natureza;
pois a LUZ  não atua por estes caminhos.

E aqueles que estão canalizando
(não falo aqui em incorporação, pois este meio não é muito utilizado no caminho do Ser),
devem procurar perceber e SENTIR a Vibração presente, e principalmente, não interferir ou promover perguntas na vibração da curiosidade, controle (questões pessoais) ou medo. 
Isto, obviamente, se estiverem realmente entregue ao propósito Evolutivo, a comunhão com o Seu SER e ao TODO, na prática, não na teoria ou fala. 

Lembrando-nos sempre -TODOS nós, pois esta atenção e percepção é individual- de que a LUZ nos remete ao trabalho e ao rever, 
nos fornece entendimento/orientações para que tenhamos compreensão/consciência do processo e condições em que nos encontramos aqui neste plano, aceitando-o, e venhamos a ser cumpridores e seguidores da Verdade e da Vontade Divina.

ArqueiroHur

Sobre canalizações e mais... – II


Postagem original, em 10.11.2013



Sobre canalizações e mais... – II

Todas as canalizações são direcionadas ao ego,
tendo o propósito de, ou nos fazer refletir 
(pela percepção das "incorreções", caprichos e controle) 
e assim criar/assumir a consciência Universal,
ou de “infla-lo”, seduzi-lo, quando conduzidas/sintonizadas pela sombra.
E esta "variação" ocorrendo sempre de acordo
com a “sintonia/vibração” do canal.

Nenhuma canalização se destina ao nosso SER/ESPIRITO, 
pois Ele já é LUZ/consciência e detentor da Verdade Divina.

As canalizações sofrem uma tradução/decodificação,
de acordo com o receptor/canal 
e nos é transmitida dentro da "linguagem" deste.

As "fontes" vão depender muito do estado de vibração do canal,
do seu propósito e ao que ele se entrega/pratica
e devemos sempre procurar absorver o conteúdo
que o nosso Sentir/Coração indicar como Verdade
e não ficarmos atrelados ao “nome da fonte”.


Exemplificando:
- Quantos “Josés” você conhece?... E “Marias”?...

Embora os nomes sejam “iguais”, 
você pode dizer o mesmo sobre a vibração e consciência
de cada um deles, que elas são iguais?...
Você afirma que a “capacidade/condição” e propósito deles
são os mesmos, em razão do “nome”?...

Não, não é?!... 
Pois cada um deles tem a sua experiência, vivência/conhecimento, idade, aparência.
Cada um possui uma expectativa e propósito, 
tem “seu mundo individual”,
e está sintonizado numa vibração.
E as "canalizações" não diferem disto.

O conteúdo é que deve ser o nosso "Norte"!
E este deve sempre buscar o entendimento/consciência 
do Plano Evolutivo, individual e ou Universal.

Lembrando
O Universo Evolutivo/Criação têm o propósito do crescimento/consciência, da nossa atuação em conjunto.
Promovendo sempre orientações neste sentido, promulgando a Verdade. 
Jamais estimulando ou alimentando fantasias, propagando a ilusão. 

Nós, quando lemos qualquer texto ou canalização,
também promovemos uma tradução/decodificação
pelo nosso ego/personalidade
e, 
se pelo "autor/fonte" já nos sentimos confiantes
("um nome reconhecível" e aceito no meio. "Idolatrado"),
é sinal de que também interiorizamos,
aceitamos a transmissão/informação como verdade. 
Ao invés,
se a fonte/autor não nos for agradável ou desconhecido,
iremos, quando muito,
"olhar/sentir" a informação meio receosos e cautelosos,
não dando muito crédito.

Em ambas as situações, ignoramos o teor/vibração
pela relação do “nome” e seu “efeito” 
de reconhecimento/aceitação/rejeição.


É aí, que devemos nos perguntar:
-Por onde estou recebendo a informação?
-Não será pelos conceitos do mundo,
pelo que me agrada e coaduna aos meus interesses?...



-Porém, 
a LUZ não está nos mostrando que estes "conceitos" são equivocados?

-Ela não nos pede, a cada dia e instante,
para rompermos com os conceitos, dogmas e padrões vigentes,
deixando um "novo olhar"/comportamento/vibração
e consciência surgir pelo SENTIR e rever?...



A sua Voz Interior/Coração não irá "julgar" a fonte,
o conteúdo ou canal,
ela apenas irá lhe "apontar" a SUA VERDADE!
Lhe indicar a vibração/propósito da “transmissão”/informação,
permitindo que se venha a efetuar a sintonia,
pela escolha do entendimento/consciência ou querer/interesse.

Só a VERDADE É LUZ!!!

E Ela se encontra em você.
Deixe-A fluir em e de você.

Que o Poder e a Ordem Divina atuem em seus passos             ArqueiroHur





Caminhos diferentes II – Os recados e a SUA VERDADE - Série: Momento Atual e Único (minha visão)

                                                      Postagem original, em 03.11.2011



Caminhos diferentes II – Os recados e a SUA VERDADE - Série: Momento Atual e Único (minha visão)

Não cansam de me perguntar: 
“- O que eu devo fazer, qual o meu trabalho”?

O que eu costumo responder é: Você com você mesmo (seu SER) 
e o Universo é quem pode lhe dizer e mostrar. 
Qualquer coisa que eu fale ou aponte, 
poderá ser tomado como uma “indução”.

É certo que quem eu encontro tem um “compromisso", quanto SER, perante o Universo. Pois, isto me foi “revelado” e eu o compreendi e aceitei... 
Mas não posso nem devo dizer o que você deve realizar. 
Procuro sim, dar “orientações” do funcionamento de certas questões, mas só isto.

Da mesma forma que todas estas informações 
(canalizações, mensagens e etc.), 
quando realmente de fontes Evolutivas, 
dão “orientações” de uma forma geral que possam trazer algum entendimento a TODOS... 
É nisto que  se deve ficar atento! 
Devo "sentir" o que me serve! 

O caminho da LUZ jamais diz que devemos seguir este ou aquele rumo, esta "técnica, ritual ou seita"... 
A LUZ "aponta" o que devo "trabalhar" e rever.

Quem pode dizer, a não ser eu mesmo, de onde eu vim, por quantas encarnações já trilhei?

Desta forma, é um grande engano achar que eu individualmente, sou igual a todo mundo. 
Há muitos níveis diferentes de SER.

O UNIVERSO não me cobra ou apresenta tarefas das quais eu não esteja “preparado” para realizar.
Para “estar” neste aqui e agora houve todo um preparo e caminho trilhado para este fim. 
E quem o trilhou, foi o meu SER! 
Eu agora, só tenho de me trabalhar para “recobrar” esta consciência e aceitar este trajeto.

Será que todo mundo pode “retirar um implante de chip”, promover um exorcismo ou eliminar um “tumor físico”?... 
São todos que podem passar instruções?...



Então por que ficamos ainda achando que todas estas informações externas nos são devidas ou cabíveis?

O "mundo igualitário" virá!... Mais ainda não é este.  

Se muitos ainda temem esta realidade do compromisso individual, que paradoxalmente, finda com a individualidade; 
é por que ainda ficam “presos” ao que vem de fora. 
Submissos pela formatação do “deus externo” 
e de que o Universo resolverá tudo. 

“...Como querem ascender se não se conhecem?
Como querem  ascender sem saber quem são?
Como querem ascender sem humildade e saberem o que são?

Acordem meus filhos para vós mesmos antes de entrarem na roda da moda da ascensão desmesurada, sem sequer saberem o que É e como se processa.
... Não se ascende porque se QUER, não se ascende porque os "outros" dizem que assim vai acontecer...
Ascender em LUZ e na LUZ é um estado de consciência interior do saber ser "O SER" na sua totalidade e livre das capas que ainda tanto atrapalham, castram e baralham o pensamento de cada um.

...Sejam conscientes filhos!!...”
 -Polkjy das Plêiades, por Manu em 01.01.2011-

Eu, também gostaria que tudo pudesse ser diferente... 
Poderia “curtir alguns momentos” e deixar tudo acontecer por si só... 
Seria tão mais cômodo e relaxante...
Mas, "infelizmente", não é assim que “sinto” e vivenciei. 

O que a minha VERDADE INTERIOR me anunciou foi o caminho do TRABALHO e RESPONSABILIDADE, do COMPROMISSO e da UNIFICAÇÃO. 
Um caminho, onde faço parte do TODO e ELE faz parte de mim. 
E embora ainda seja um ser individual 
(encarnado, com minhas dores, frustrações e mais) 
não posso ficar entregue aos meus desejos e quereres, fazendo somente aquilo que me agrada.

Assim, busque aceitar os recados direcionados a VOCÊ MESMO, ao seu trabalho e caminho! 
Isto, se realmente deseja VIVER este momento único, pois, esta “escolha” ainda lhe pertence... 
Só não tenha a ilusão de que mantendo-se com o conceito e prática do “beija-flor”* isto não trará conseqüências, pois, o seu SER não é “um papagaio de pirata”... 
Ele tem o seu próprio compromisso com o Universo, que “aguarda” e conta com a realização das tarefas que você, como SER, se designou a efetuar.

De onde vem a “crença no externo” e a conseqüente negação de si mesmo? ... 
Você espera que alguém de fora venha lhe dizer?... 
Que um outro venha lhe tratar e salvar? 


Escutem a vocês mesmos, aos seus "Mentores Espirituais"! Confiem nestes Seres que estão "vinculados" a vocês desde sua origem e têm o mesmo "compromisso", trabalho e propósito que vocês, enquanto SER. 

Esta “descoberta” e consciência, faz parte do seu trabalho interno e crescimento. 
Só posso dizer-lhes, que não é ignorando, 
ou tentando "esquecer o seu sentir" que se irá solucionar nada. 
O AMOR DA LUZ só pode interceder 
onde há este "reconhecimento" e propósito.


ArqueiroHur






* referência a postura do 'beija-flor' que alega estar fazendo a parte dele, quando atua dentro de conceitos e ou vontades, por 'obrigação' ou na ideia de barganha/ganho.