INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Pequenos Pensamentos - CCXLI

Postagem original, em 29.11.2013


Não é nenhuma circunstância externa
(situações, pessoas, fatos...)
quem lhe gera o desequilíbrio.

É você, 
que não reconhecendo-o em si,
que se entrega e permite 
a vibração e propósito alheio, 
deixando-o aflorar e se desenvolver
em você.

                                                ArqueiroHur







Reconhecer, aceitar e trabalhar-se e A relação como meio de fuga

Postagem original, em 07.03.2015




Reconhecer, aceitar e trabalhar-se


É preciso descartar-se da "personalidade" 
em face do EU SUPERIOR.

De nada valem todas as palavras e promessas, 

se não as confirmam os atos.

-Helena Blavatsky-
http://sabedoriaviva.ning.com/


Pois é, se não me reconheço e me aceito como “formatado”,
com uma personalidade mimada atuando somente pelos meus interesses e vontades, repleta de conceitos e assim preconceituosa,
o que realmente transformo em meus passos?

Falar sobre seja o que for e manter as mesmas atitudes e padrões é manter-se na mesma vibração, repetindo..., repetindo..., repetindo situações.

É o debater-se na areia movediça, afundando cada vez mais nela,
por já se ter tido a percepção/orientação do indevido e nega-lo.


"A humanidade 
- pelo menos em sua maioria -
detesta refletir, mesmo em benefício próprio. 

Magoa-se, 
como se fora um insulto, 
ao mais humilde convite 
para sair por um momento das velhas e batidas veredas 
e, a seu critério, 
ingressar num novo caminho para seguir em alguma outra direção." 
-Helena Blavatsky- (A Doutrina Secreta) 
http://www.levir.com.br/teosofia74.php





Somente ocorre a revisão, se houve aceitação sem pudor ou ponderações.


Enquanto houver a prepotência e arrogância da “perfeição pela imagem e semelhança”, onde se exime de qualquer responsabilidade sobre os atos e condutas, e sendo ao mesmo tempo, merecedor de "graças a receber", tudo permanecerá no plano da pretensão, do achismo, do desejo e querer.
ArqueiroHur   




Nota: Muitos ainda esperam "as novidades" para serem conduzidos por elas. Mas, o caminho Evolutivo/Verdade sempre foi revelado e demonstrado em todas as eras e entre todos os povos; cabendo a cada um (lá, naquela era ou aqui, neste agora) a sua aceitação ou não. Pois ele, se apresenta (apresentou) contrário aos "interesses sociais" (políticos, religiosos, "regionais" e etc.), que somente refletem, por transferência, o egoísmo individual. 










A relação como meio de fuga

A relação só tem um significado verdadeiro
quando é um processo de auto-revelação,
quando nos revela a nós mesmos na própria ação da relação.

Mas a maior parte de nós não quer ser revelada na relação.
Pelo contrário,
usamos a relação como um meio de encobrir a nossa própria insuficiência,
as nossas próprias dificuldades, a nossa própria incerteza.

A relação torna-se, portanto, mero movimento, mera atividade.

Não sei se repararam que a relação é muito dolorosa,
e que desde que não seja um processo revelador em que você descobre a si mesmo,
a relação é simplesmente um meio de fuga de si mesmo.
- Krishnamurti, The Collected Works vol V p 230-

http://www.jkrishnamurti.org/pt/krishnamurti-teachings/view-daily-quote/20150223.php?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+JKOnline_DailyQuotes_PT+%28JKOnline+RSS+PT%29



Encontro ‘pessoal’ - Himina

Imagem Leila Figueiredo
Postagem original, em 13.08.2012


Encontro ‘pessoal’

Apenas no conhecimento de si mesmo,
poderão permitir que a Luz atue.

Vosso corpo é energia densa materializada, 
como já sabem.
Sentir é diferente de ver...

O que veem não condiz com a VERDADE.
O que 'sentem' são fagulhas.

Dispam-se dos conceitos antagônicos,
para que o ego seja reconhecido e alinhado.
Este tem sua importância...
permanecer nele é decisão de cada um.

As paixões do mundo 
(por pessoas, coisas e ideais)
pertencem ao ego.
Limpando cada uma destas paixões, 
separadamente
e sem julgamento,
é o passo inicial para ir ao encontro do NOVO.
Somente assim encontrarão o AMADO
que sempre É!

Identificarão sentindo
e não procurando uns nos outros.

Bastando ir ao encontro com vocês mesmos.

Que a LUZ brilhe em vossos corações.

Himina

Por Lei-Fio