INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

sábado, 10 de dezembro de 2016

Este NOVO precisa ser sentido! - Francesco, o Mentor

Postagem original, em 15.08.2012



Queridos,

Ao chegarem aqui nesta energia,
reconheçam que é a  própria energia existente em vocês
(por algum tempo bloqueada pelo mundo),
que aos poucos,
de acordo com vossa permissão,
vai sendo desbloqueada, reconhecida...

Este NOVO precisa ser sentido!

Quando precisarem rever algo dentro de si,
encontrarão!
Não bloqueiem  com as limitações... deixem fluir.
Revejam , sintam!

Para que melhor compreendam:

"Ao aqui chegarem
e não encontrarem postagem do dia,
não se desequilibrem
com o querer, porque, e agora?...

Revejam, releiam!...

Tudo é atual percebem?
O TODO É!”


Todas as publicações são atuais. 
O UNIVERSO sabe e conhece tudo.

A LUZ não se ofusca diante à sombra,
continua sendo LUZ...

Também não faz-se necessário reter
(copiando tudo passo a passo para guardarem).

Sintam meus queridos! 
A energia faz a sua parte.
Não queiram compreender o trabalho da LUZ.
Ela penetra no NOVO e aqui o ego não pode interferir.

Fiquem na Paz!
Francesco, o Mentor

Por Lei-Fio



Diferenças pequenas, sutis, mas diferenças

Postagem original, em 02.06.2012


Diferenças pequenas, sutis, mas diferenças - Revisto

Vamos tentar “ver”/entender algumas diferenças, 
quanto ao que envolve a “consciência” 
e seus níveis ou estados.

- inconsciência (ou ignorância), neste estado, ainda não fomos diretamente  “apresentados” ao caminho do SER
somos conduzidos pelos conceitos  e crias do meio e suas crenças; 
e assim, ele nos passa desapercebido. 
Totalmente “vendados”, não “sentimos” ou percebemos a energia e as conseqüências dos nossos atos, pensamentos, conduta, enfim... Somos quase que “sem responsabilidades”.

- o estado de “conhecimento”, aqui já tivemos a presença do Universo nos orientando e mostrando “ a energia” 
e os “rumos dos caminhos”, 
mas, entretanto, ainda não nos decidimos ou nos entregamos a ele. 
Não efetuamos, ainda, “a nossa escolha” pelos mais variados motivos: 
medo, conceitos, preguiça, não querer a responsabilidade.... 
Ou seja, impera a resistência em “mudanças” e em romper com os hábitos e padrões e ou simplesmente, por “não aceitá-lo”...,
em perder o controle. 
Por outro lado, obtivemos, por  este “conhecimento”, 
a noção da responsabilidade e da “escolha” 
e não podemos mais dizer:
“eu não sabia!” 
Já possuímos um grau de"ciência" sobre “os efeitos”.

Nota: nestes dois estados, somos ou tendemos a ser manipulados e conduzidos pela “sombra” e suas facilidades, “ameaçados” emocionalmente e ou cooptados pelos “interesses”.

- estado de consciência começa a se dar quando efetivamente “aceitamos” e nos determinamos a seguir o caminho do SER, revendo-nos, responsabilizando-nos pela energia e sintonia 
do nosso Templo (corpo) e santuário (ambiente/casa), 
trabalhando-nos e buscando a LUZ com a sua sabedoria e AMOR. 
Através da humildade, da determinação, do Trabalho 
e da atuação com a VERDADE, 
este estado de consciência vai se expandindo e concomitantemente vai permitindo a aproximação do nosso Eu Superior. 
Onde passamos a atuar com Ele pelo TODO
Sendo então, totalmente responsáveis por cada ato efetuado.


- o nível de consciência do SER, representa o ESTADO que Ele possui dentro do Universo, na sua eternidade 
(é calcado em tudo aquilo que Ele viveu, 
em qualquer das passagens aqui ou em outros planetas,
e aplicou com sabedoria pela Criação, 
ou seja, com AMOR e pelo TODO). 
É o seu Estado Evolutivo que designa as suas tarefas e atribuições dentro deste processo de Evolução Universal
(como neste da Mãe Terra em que estamos), 
que permanece em contínua expansão, 
havendo diversos graus/níveis, nesta escala Evolutiva Universal.

E cada passagem nossa aqui encarnados, como nesta atual, 
faz parte e fornece a Ele, SER, esta expansão, 
desde que por e com Ele e o TODO estejamos em atitudes
e consciência.

- estado de “sombra”, enquanto que no estado de consciência aceitamos e atuamos pelo TODO 
e isto independente do nível de consciência do SER; 
neste aqui “se escolheu” (conscientemente) o caminho do individualismo, do interesse pessoal ou da sua espécie/categoria;
sabe-se muito bem o que fazer e se segue fielmente ao seu propósito. 
Usando dos mais variados recursos 
(conhecimento,energia, chantagem, coação, da ignorância...) 
para manipular e induzir, 
não respeitando a nada que se coloque na frente 
ou atrapalhe ao seu intento. 
Neste estado também se é totalmente responsável pelos seus atos, pois se conhece o processo Evolutivo, do TODO 
e simplesmente, pela escolha se nega-lo.


Dentro deste quadro, exposto acima, 
só achamos “inocentes” no estado de inconsciência 
ou no nível de consciência do SER (estado Evolutivo) 
e mesmo assim, até certo ponto, 
pois quem poderá aqui, neste plano e momento atual, 
dizer que não houve “um exemplo diferente” para seguir, 
que desconhecia a VERDADE, a SOLIDARIEDADE, o AMOR; 
já que tudo isto não nos foi mostrado pelos mais diversos meios, 
formas e pessoas, 
desde a mais de 2000 mil anos?
ArqueiroHur



Excesso

Postagem original, em 15.03.2014


Excesso

Todo excesso leva a dependência, 
ao culto, ao abuso 
e ao descaso 
com os outros aspectos da questão
(afastamento e não observância do TODO).
Sendo assim nocivo.

Observar e reconhecer esta situação em si,
não é tarefa fácil pela "viseira da razão", 
dos desejos e conceitos.

A Voz Interior e o Universo Evolutivo
anunciam, apontam, 
estes excessos constantemente;
e são Eles, 
os únicos realmente capazes de promover 
a dissolução/cura de todo o contexto,
de comum acordo com o trabalho,
aceitação e entrega do indivíduo.

A humildade do silenciar
é a "mola-mestra" deste processo 
de reconhecimento/libertação.
É o que desnuda, revela e desvenda 
todos os aspectos que estavam envoltos/encobertos.  
                                             ArqueiroHur