INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

O uso e o abuso do SAGRADO – sobre a mensagem de OROMASIS

Postagem original, em 16.04.2012


O uso e o abuso do SAGRADO – sobre a mensagem de OROMASIS: A LUZ DO "SER" É PURA ESSÊNCIA DIVINA.

A sombra fez e faz uso do Sagrado pervertendo-o, 
‘colando uma outra forma e sentido” sobre Ele, 
abusando pela prática.
Ela camufla a VERDADE, subvertendo o sentido e suas ações. 
Seja com símbolos, com afirmações/orações, com rituais e etc., 
tudo acabou tendo o sentido da “individualização”, 
do medo, da separação.

Assim, como exemplo:
- A CRUZ, símbolo da união do masculino e feminino, da comunhão entre as polaridades, se traveste de ‘crucificação’, lembrando e trazendo somente a dor, o temor.
- A MISERICÓRDIA DIVINA, que exprime o AMOR da Criação e atua sobre aquele que se revê, que reconhece a ignorância e falhas, solicitando o “perdão”, passou a ser algo “permissivo” e banalizado, onde, “tudo é relevado e sem conseqüências”, podendo desta forma ser repetido, ignorando totalmente a JUSTIÇA DIVINA e as Leis da Criação; e o que foi promovido ao TODO (Mãe Terra, semelhantes, e dos diversos reinos)...

Os fatos, situações e exemplos estão no nosso dia-a-dia, bem na nossa frente e estão tão incrustados e repetidos, que não os percebemos. 
O uso da propaganda e da repetição é uma grande arma!...
MUITOS PREGAM O USO "INDEVIDO"
DA SAGRADA CHAMA VIOLETA
(QUE É LUZ E PODER! CRIADA PELA DIVINDADE),
PARA QUE SE INICIE UMA "NOVA ERA"
SEM QUE OS FARDOS
E CARMAS SEJAM NECESSÁRIOS.

O quanto que esta “pregação”, citada por OROMASIS, 
está em você, você se pergunta?...

Você percebe, que quando 
“lhe dizem para sonhar, para criar o seu mundo”, 
que você o faz na ignorância, na individualidade 
e que acaba fortalecendo-as?...
A FÉ CEGA NÃO LEVA A SALVAÇÃO.
E SIM A CONSCIÊNCIA DE QUEM ÉS,
E A QUAL LADO PERTENCES,
É O QUE O FAZ.
-Maria Mãe dos filhos da Terra, em "O Julgamento"-

Como posso “pensar, achar, julgar” que tudo será apagado, simplesmente esquecido?... 
Onde fica o "registro", que permite o aprendizado?...

Isto significaria que posso fazer qualquer coisa
sem a menor conseqüência, sem responsabilidade alguma 
e desconsiderando a tudo ao meu redor; as Leis da Criação...



Por que a Mãe Terra está agonizando?...

Não será por esta cultura do descompromisso 
e da não responsabilidade, fomentada e praticada até hoje?... 
Do “abuso” sobre tudo, para o meu proveito e finalidade?...

É uma linha muito tênue a que separa o “uso” do “abuso”!... 
Sim! Pois “preciso/necessito usar” a Mãe Terra para “morar”; 
careço de alimentos para sobreviver, me manter de pé. 
Tenho de obter o auxílio do Universo para me reequilibrar, acordar!...

Mas nada está ao meu dispor para a minha satisfação, 
para o meu “uso individual”.

Devo definir-me, se: 
sigo a correnteza que me leva a eminente queda da cachoeira 
ou, 
se luto contra ela 
e encontro o remanso (a PAZ do Meu SER).

Estamos aqui para interagir em comunhão com o TODO 
(com a Mãe Terra e todas as formas de vida que Ela acolheu); 
e nesta comunhão, o que for “necessário” para o meu SER 
e seu compromisso, será fornecido.

Somente a LUZ gera LUZ!
Somente Ela é capaz de transmutar, de curar!
É em seu AMOR que reside a Magia, a Alquimia.

Com este entendimento, não tenho de “pedir coisas”, de clamar pela “salvação”. 
Tenho sim, de me trabalhar, de me rever, 
de romper com o individualismo 
e todas as suas manhas, facetas e artimanhas!

Estarei respeitando a Ordem Divina
quando ignoro as suas Leis para que sejam “apagadas” minhas falhas, me favorecendo 
ou quando faço prevalecer o "conhecimento" que obtive para meus interesses?...

Tudo o que não se ater ao propósito do TODO, 
ao compromisso do meu SER; 
com a LUZ não sintonizará!

Pois, será fruto da minha vontade, interesse e prazer. 
Atraindo e fortalecendo ao que nós já bem sabemos.
ArqueiroHur