INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Os Sinais - Série: Momento Atual e Único (minha visão)

Postagem original, em 18.09.2011

Os Sinais - Série: Momento Atual e Único (minha visão)

O que se dá e se passa com o outro, você internaliza e vê como aprendizado?... 
Em geral, o “ego” tende a não fazê-lo. Ele se “vê” como imune. Com ele, tudo é diferente.
Acabando por não perceber que o desejo de fazer, de se sentir útil o leva para os mesmos “escorregões” ocorridos com os outros.

Vejamos:
- Quem não conhece a “fábula do beija-flor”? 
Pois é: “... Estou fazendo a minha parte...” 
Este é o “ponto” chave e propagado.

Mas vocês já procuraram ver isto por outra ótica, lógica:

- Se o beija-flor tivesse aplicado a sua capacidade inata: VELOCIDADE e LEVEZA de DESLOCAMENTO, 
e assim, “convocado” os elefantes, hipopótamos, girafas e etc., 
para “combaterem” o incêndio e trabalhado nos resgates, 
haveria uma boa chance do incêndio ter sido extinto e os seus danos minorados, não é? 
Isto, pela “condição” específica de cada um destes animais.

Entretanto, o “ego” não se foca no todo... 
Ele prefere passar o que “conhece”, por vezes, até “bradando” o que efetua. 
A eficácia? Bom!... 
Para ele, isto está ali no “anúncio”... Ele não vê os efeitos, as conseqüências...

A “ação da gotinha do beija-flor” tem a “mais-valia” para o ego, do que os jatos de água de um elefante. 
Afinal, o “cessar do incêndio” não teria tido a sua participação direta. Ele, nesta “ação”, seria um mero espectador.

Assim, poucos se “lembram” desta frase:

-O que eu faço, qualquer um pode fazê-lo e até melhor!”

Pois, é necessário consciência para tal. 
E consciência é ser responsável! 
É reconhecer sua capacidade e condição de atuação.

Então, quem realmente procura aproveitar este momento único, deve: 
1º doar-se a si mesmo, reconhecer-se e conhecer suas aptidões e capacidade... 
Deve ACEITA-LAS e VIVE-LAS para então, se tornar o exemplo pelo que É e APLICA DIARIAMENTE. 
Não pelo que “conhece” e divulga.

Lembre-se: 500 gotas de água provindas de um beija-flor, não suplantam um único jato efetuado por um elefante, no propósito de sanar o incêndio.

Os sinais/exemplos/avisos estão diariamente na nossa frente. 
Se ponham neles.
ArqueiroHur



Nenhum comentário:

Postar um comentário