INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

A FALA UNIVERSAL – o aprendizado, onde está?- III – As batalha

Postagem original, em 16.02.2014


A FALA UNIVERSAL – o aprendizado, onde está?- III
– A batalha



“Os grandes livros foram escritos
os grandes ditos foram ditos
e eu só quero tentar pintar um quadro
do que acontece por aqui de vez em quando
ainda que não entenda bem o que se passa
sei que morreremos algum dia
e que nenhuma morte deterá o mundo” 
-Bob Dylan, no LP Bringing it all back home-


Quais são, no seu entender, as maiores batalhas
que você travou ou trava nesta sua passagem/“vida”?...



Para a grande maioria, a resposta deve ter flutuado
dentro deste quadro:
- da manutenção do bem-estar, da segurança,
da saúde...,
- da obtenção da condição profissional, da moradia, do veículo,
da condição financeira estável...,
- da realização de algum “sonho/plano”,
de conquistar o “ser amado(a)”, da família/filhos,
do reconhecimento alheio (status),
de “ser algo ou alguém”...


É, embora não se tenha muita noção disto,
mas todas estas batalhas travadas, 
sendo oriundas dos padrões sociais 
(seus conceitos, desejos e práticas),
são alimentos da separação, da ilusão.
Que fomentam a discórdia, a inveja, a prepotência
e a arrogância, entre outras mazelas humanas.

Batalhas divulgadas e expostas com o prazer de suas ocorrências (vitórias e ou derrotas).
Sim!...
O ser humano, nós, se vangloria das suas contendas,
tanto para se exaltar  nas conquistas,
como para se lamuriar  nos reveses ou malogros.
Ele (nós) precisa falar e falar sobre o seu dia a dia
e os acontecimentos...,
das suas glorias, da sua esperança (sonho) e ou sofrimento/"derrotas".

Tudo para fugir da verdadeira batalha existente em seu íntimo
e manter esta batalha escondida/secreta, como inexistente
tanto para o “mundo” como para si mesmo.

A verdadeira batalha que você evita,
que busca fugas e subterfúgios para “esquece-la”;
com “compromissos diários” de toda forma,
onde se transfere a responsabilidade sobre si
e sobre seus passos,
maquiando-a  com estes eventos.

Mas ela todo dia se pronuncia,
se mostra e se faz em você.
A batalha entre o Seu SER/Voz interior
e o seu ego/eu formatado (conceitos).

Onde a cada momento e situação
você promove “o vencedor”.  



"... Há também o conhecimento que altera o modo de pensar da pessoa, quer para melhor, quer para pior.

Nos países orientais, as pessoas têm um conhecimento teórico da reencarnação.
Ela tem sido o pano de fundo de seu pensamento por gerações.
Porque elas sentem que haverá vida após vida para agir,
elas muito facilmente caem na indiferença e na inércia.
A letargia e negligência que são características de algumas delas
são parcialmente devidas a esta formação conceitual...

...Já o oposto é verdadeiro em países onde
há o conceito de uma única vida na qual tudo deve ser alcançado.
As pessoas tentam desesperadamente fazer tudo naquela única vida, quer seja ganhar dinheiro ou divertir-se.
O modo de viver competitivo, de alta pressão,
que é o sintoma do mundo moderno, provém desta ideia.

Assim, há desvantagens em ambas as visões.
Por um lado, há materialismo, competição, agressão,
o desejo de elevar-se ao ponto mais alto, de ser bem-sucedido,
e, por outro lado, apatia, indiferença, má vontade em esforçar-se,
o falar sobre as coisas sem se fazer nada.

Esses dois diferentes modos de viver
surgem de dois diferentes conjuntos de conceitos.
Conceitos , portanto, são importantes;
não podemos absolver-nos da necessidade de aprender a pensar corretamente, a ver o universo corretamente.
Mas se deve ter constantemente em mente que
nossos conceitos podem estar errados
e que, de qualquer forma,
todos os conceitos são enormemente limitados
e o que nós compreendemos ao nível do pensamento
não é a realização da verdade,
pois o pensamento e o conceito
podem estar completamente divorciados da vida
e dos relacionamentos.

Assim, não devemos estar satisfeitos com o pensamento
nem devemos rejeitar o reto pensar..."

- Radha Burnier (The Theosophist, Outubro, 1984)-


-x-x-x-x-x-

"Permaneça inconsciente
Então vamos decidir se você quer um abrigo,
uma zona de segurança, que não irá mais permitir conflito,
se você quer fugir do presente conflito
e entrar numa condição em que não haverá conflito;
ou se você está desatento, 
inconsciente deste conflito em que vive.

Se você está inconsciente do conflito,
ou seja, 
da batalha que está acontecendo entre o ego e o ambiente,
se você está inconsciente dessa batalha,
então por que procura novos remédios?

Permaneça inconsciente."
-Jiddu Krishnamurti-
3rd Public Talk, 1934, Ojai
http://www.jkrishnamurti.org/pt/krishnamurti-teachings/view-daily-quote/20120819.php?t=Anonymity



  
Se eu não reconhecer esta batalha silenciosa em mim,
continuarei a considerar que todas as minhas atitudes 
(pensamentos e ações)
são virtuosas e de acordo com a LUZ/Verdade/evolução,
alimentando, assim, a "separação" e a própria batalha.
Sem criar as condições de encerrá-la
pelo entendimento, entrega e comunhão.


ArqueiroHur