INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

domingo, 12 de fevereiro de 2017

A ILUMINAÇÃO



Postagem original, em 18.07.2016




A ILUMINAÇÃO

Iluminar
[Do lat. illuminare.]
Verbo transitivo direto

1.Derramar ou irradiar luz sobre; tornar claro; alumiar:
“Pela porta aberta, vinha de lá um tênue luar verde que iluminava vagamente os objetos em volta” (Domingos Monteiro, Enfermaria, Prisão e Casa Mortuária, pp. 133-134); “A estrela-d’alva iluminava o céu.” (Alberto de Oliveira, Poesias, I, p. 236).


2.Realçar com iluminação; abrilhantar:
As casas comerciais devem iluminar suas vitrinas.


3.Esclarecer, ilustrar:
Os verdadeiros gênios iluminam sua época.


4.Inspirar, aconselhar, orientar:
Deus o ilumine.


5.Infundir ânimo ou contentamento em; alegrar:
A notícia iluminou-lhe o semblante.


6.Ornar com iluminuras.

7.Deixar transparecer; tornar patente:
As contrações do seu rosto
iluminavam o ódio do coração.


Verbo pronominal.

8.Encher-se de luz; alumiar-se, acender-se:
“Em frente estava a tela, onde visões se iluminavam e se apagavam, fugidias e sedutoras.” (Carlos Paurílio, Solidão, p. 79.)


9.Entender claramente; estar com a inteligência viva e apurada.

10.Manifestar contentamento; alegrar-se.

Fonte -Dicionário Aurélio Digital-





Vamos observar agora, as palavras/orientação de Emmanuel, num trecho do livro “ O consolador”.

Pergunta: - Há alguma diferença entre a crença e a iluminação? 

Emmanuel - Todos os homens da Terra, ainda os próprios materialistas, creem em alguma coisa. 
Todavia, são muito poucos os que se iluminam.

O que crê, apenas admite;
mas o que se ilumina, vibra e sente.

O primeiro depende dos elementos externos, nos quais coloca o objeto da sua crença;
o segundo é livre das influências exteriores, porque há bastante luz no seu próprio íntimo, de modo a vencer corajosamente nas provações a que foi conduzido no mundo.



O que você entendeu das palavras acima:

- Percebeu que a “iluminação” precisa de uma fonte, e que esta fonte é interna, do próprio SER?...

- Que é através do trabalho, aceitação e entrega que ‘colocamos LUZ’ na personalidade e na alma?...

- Conseguiu atentar que a palavra “iluminação” pode ser entendida como a elevação da consciência, do nível vibratório e sintonia, que passa a ser emanada/propagada por onde esta ‘consciência’ se encontrar?...




É certo que pelos conceitos e dogmas incutidos, a “iluminação” é algo de ‘escolhidos’/privilegiados..., de alguém muito especial, sendo assim ‘muito distante’ de ser alcançado por um mero mortal como eu ou você. E é por isto que se ignora o SENTIR, que se despreza a percepção das energias que nos circundam (a sua vibração).

“...mas o que se ilumina, vibra e sente...”  

É, por mais que tentemos encontrar outros caminhos para mantermos nossas ‘crenças’, tudo acaba voltando para o SENTIR e a vibração sintonizada.


Como posso “me iluminar” quando mantenho meus caprichos e desejos, quando ainda teimo em tentar impor minhas convicções e vontades, ou seja, ainda me mantenho atrelado/sintonizado a uma baixa vibração?...

A “iluminação” não é algo que possa se comprar ou adquirir em algum curso, seminário e etc., não é algo que possa ‘ser dado por alguém’ ou por alguma coisa, nem que dependa ou possa ser fornecida por algum conhecimento ou técnica.




Sempre é e será você quem determinará o rumo dos seus passos:   
se serão os do caminho da iluminação/consciência 
ou os da dependência da crença.
ArqueiroHur