INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

ENTÃO: Revisto


Postagem original, em 02.11.2011



ENTÃO: Revisto


“... O destino une e separa as pessoas...”

Aos “olhos do mundo”, possuímos muitas e muitas frases ou colocações deste tipo que emanam um poder e valia muito consideráveis.

Mas e aos “olhos” de quem busca evoluir e sabe que possui “escolhas”; daqueles que se vêm como “Fruto da Criação”, sendo parte do Todo e que são responsáveis?... 
Esta e outras tantas frases, têm esta valia e poder?

Creio eu, que não precisemos aqui entrar ou nos centrarmos em questões de relacionamentos 
(aí, entrariam quesitos como: "gosto", prazer, solidão...), 
pois, o Universo cria “diversas situações” procurando promover o Plano Divino e não só, ao nível de relacionamentos... 
E na manutenção do “Livre-arbítrio”, a LUZ não interfere nas escolhas e atitudes que tomamos, deixando que com nossas atitudes venhamos seguir ou não, acolher ou negar o que nos foi ofertado e apresentado...

Assim, o que nos vale aqui refletir é:

-Até quando nos manteremos “atrelados” aos velhos conceitos do mundo, repetindo e comprando “frases de efeito” que seguem um padrão dissociativo, separatista?

-Até quando ficaremos achando que não somos LUZ  24 HORAS por dia e nos permitiremos participar dos “joguetes do mundo”, indo depois praticar alguma técnica ou afirmação para nos “limparmos”?

Muitos dos que até aqui chegaram, o foi por terem sido “um combatente” dos padrões sociais, onde a hipocrisia e a falsidade imperam... 
Combateram as “imagens pré-fabricadas” de santos, gurus e afins... Não aceitaram os “rótulos” e a entrega do “seu destino” a um deus fora de si, externo.

Mas e agora, que lhes é dada a oportunidade de “ASSUMIR” as rédeas da sua Divindade e Caminho, fica-se “preso” a velhos “chavões” e conceitos? 
É no mínimo algo infantil ou de quem "pensa" poder "esconder-se" da LUZ.

ENTÃO:  
        1-     Se somos Todos Frutos da Criação...
        2-   Se só podemos voltar à Luz em/pela consciência...
        3-   Se a Luz aguarda até o último momento nossa decisão de regresso...
        4-   Se só fazemos sempre o que nos é de interesse...
        5-    Se não olhamos para as conseqüências dos nossos atos e quereres...
        6-   Se só usamos nossa inteligência e habilidades para o nosso proveito...
        7-    Se nos permitimos “alianças” de qualquer nível para alcançarmos nosso objetivo...
        8-   Se nossos olhos e ouvidos só dão valor e buscam o que nos agrada...
        9-    Se qualquer ação contrária ao nosso “querer” deve ter uma retaliação...

A quem servimos realmente: aos ditames do “ego/personalidade” ou a LUZ?

É certo que: 
onde um destes se encontra, significa a ausência da outra. 
Já que não existe “meia LUZ”, “meia Verdade”, “meio Caminho” ou “meia palavra”... 
E são as “atitudes” em cada segundo/situação que demonstram realmente, quem somos e aonde estamos indo.

Devemos lembrar que somos um exemplo para aqueles que também buscam algo “diferente” do que até agora nos foi apresentado, tanto como conduta, como por comportamentos avessos à LUZ, no calar da noite.

Tenhamos assim o cuidado para não repetir aquilo que sempre combatemos e façamos um trabalho diário pela nossa Unificação: revendo-nos (atos, pensamentos, conduta...), nos perdoando e pedindo a presença da LUZ em cada ato de nossas vidas.

ArqueiroHur