INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

sexta-feira, 3 de março de 2017

A confluência do TODO

Postagem original, em 25.08.2013



A confluência do TODO

No TODO nada anda em separado,
podendo “se dar por si só”,
sem a interação com o seu redor ou além.

Basta observarmos o nosso próprio corpo e seus órgãos, 
para entendermos.

Você considera que algum destes órgãos do nosso corpo
funcione de forma autônoma,
sem comunicação ou relação com os outros?...

Será que o coração pode bater sem o sangue
enviado/filtrado pelo fígado?...

Como o intestino pode criar as enzimas
e "separar" o que não nos serve,
se o estomago não deixar passar o alimento
ou sem tritura-lo?...

Iríamos poder andar/caminhar e correr
sem o “comando/entendimento” e harmonia
do cérebro e pernas para tal?...

Então, o corpo físico é “um pequeno universo” em si,
onde cada órgão tem sua função individual,
mas interagindo/interligado com os outros órgãos,
formando este “todo”/corpo;
que por sua vez interage com “outros corpos”
(universos pequenos ou não, vide Mãe Terra),
tanto energéticos 
(seus ou alheios),
como físicos e dos mais diversos reinos;
que também interagem com outros e outros,
e assim perfazendo o TODO...   


Enquanto ainda na ignorância dos conceitos,
(primando pelos desejos e interesses mundanos
e momentâneos,
desconsiderando a energia e suas vibrações)
e ou pela escolha e vontade,
a interação se dá dentro de uma frequência
mais densa e limitada,
que impede/dificulta a ação/percepção do TODO,
do Universo Evolutivo e do SER eterno.

Ou seja: a confluência/sintonia
ocorre para a manutenção do estado vigente
(da ignorância dos conceitos, da “mortalidade”,
dos desejos e vontades)
do egoísmo/individualismo.

É por onde no corpo físico surgem,
as assim qualificadas, disfunções físicas.
Que é quando um órgão, ou mais de um,
deixa de efetuar sua tarefa/função,
vindo a sobrecarregar aos demais órgãos,
afetando ao "todo"/corpo.
Chegando, em algumas situações,
à falência do corpo, inutilizando-o...   

Muitas das vezes, esta falência/inutilização do corpo, 
por fazer parte de um conjunto 
e se dar de forma prematura
(pelo uso de drogas, álcool e ou excessos de todos os tipos...),
afeta ao SER,
que sem ele, não pode mais efetuar suas tarefas  
assumidas diante do Universo Evolutivo,
que por sua vez, é afetado por tal contingência e falta.   

Ou seja:
o afastamento/distanciamento da humanidade de si mesmo 
e do TODO,
é algo que,
mesmo daqueles que fizeram esta opção do individualismo,
repercute/reverbera no TODO...


Então, que o rever individual seja orientado, regido
e guiado por esta consciência do TODO.
Que  conflua para e junto d'Ele.


ArqueiroHur