INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

sábado, 4 de março de 2017

Quem pode...? – III, a proteção



Postagem original,em 06.07.2016



Quem pode...? – III, a proteção

É certo que precisamos de proteção, tanto pelo fato de onde nos encontramos (num plano onde a sombra tem uma atuação forte), como pelo nosso estado humano de ignorância/formatados (que fomenta a inveja, vingança, ganância, a violência gratuita...), que nos encobre de véus e cascas.

Mas, será que podemos contar com a proteção externa (mesmo que vinda da LUZ) quando somos nós mesmos que nos expomos ou permitimos ao ‘perigo/indevido’?...

Temos a crença errônea de que sim!

Cremos numa ‘proteção’ porque pedimos ou ‘temos boas intenções’; 
ou ainda por praticamos ‘algum ritual’/simpatia,                   
ou porque sou imune, já que "sou filho da criação", como se eu fosse o "único filho dele".
 
E isto está tão enraizado em nosso mental, 
tendo sido cultivado por todas as encarnações que tivemos, que, mesmo neste agora onde já tendo o conhecimento de que ‘sou o responsável pelos meus passos’,  
nos mantemos ‘esquecendo’ ou ignorando que a LUZ não interfere nas escolhas e ou rumos efetuados, atuando apenas (de forma mais direta) nas injustiças ou tentativas forçadas/abusivas de submissão/domínio...



Responda para você mesmo:

- Quem pode lhe proteger dos seus pensamentos, dos seus atos, dos seus desejos, conceitos e vontades?...

- Quem pode lhe proteger dos seus envolvimentos, da sua inveja, raiva ou ambição?...

Enfim, quem pode lhe proteger de ‘você mesmo’?...






É...,

enquanto você não reconhecer e se responsabilizar pela sua sintonia, 
pelo com o que você vibra e ao que se entrega/permite,       
se manterá como um navio ao léu, entregue aos 7 ventos e ao fluxo das marés.

ArqueiroHur