INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Contradição?


Postagem original, em 10.07.2014



Contradição?

Você vê e enxerga contradição nas atitudes, hábitos
e mesmo no entendimento que você possuía e ou praticava,
com relação à você hoje (ou nas dos outros)?

Se sim, se você identifica a contradição por aí,
você está seguindo pelo rumo da comparação,
ignorando o processo do crescimento/aprendizado eterno
oferta pela Criação/Universo Evolutivo.
Pois a contradição não se encontra na ou pela comparação
(que tem como base, o que já se viveu e deveria ser deixado lá,
e o que se pretende, o interesse),
muito menos na de níveis e ou estágios.
Ela se dá exatamente pela não aplicação do que
já se aprendeu, tomou conhecimento, SENTIU...,
do caminho evolutivo (rever/LUZ),
e em algum momento praticou;
situação onde, pela prática, “mudou de estágio/nível”.

Comparar o “ontem com o hoje”,
baseando-se por este “ontem”, dando-lhe primazia,
é manter-se preso e estagnado;
não permitindo que a LUZ/consciência se instaure no seu caminhar.


Vejamos:
Na sua infância, antes da sua alfabetização,
você, como qualquer um, “trocava as letras”,
como também “sua soma” possuía um resultado diferente do
“2 + 2= 4”.
Havia, então, ali algo de “indevido” no seu comportamento, desconhecimento/ignorância?
Não, não é?

Entretanto, você considera justo/devido e mesmo coerente,
haver hoje qualquer comparação com este seu período da infância?

Novamente, creio eu que a sua resposta seja: Não!

Mas então, porque você quer neste caminho evolutivo,
promover “comparações” entre os períodos com os níveis/estágios
totalmente distintos,
onde, se você se entregou/entrega ao caminho do rever/evolução, sua consciência se expande/se expandiu;
não sendo mais a mesma de “ontem”?

Não há contradição no rever
e na aplicação do saber/consciência.
Ela se encontra na discrepância
entre a fala e as ações (pensamentos, discursos, atitudes...)
e na desconsideração/negação do entendimento revelado
pelo seu próprio SER e Universo Evolutivo.

Exemplificando, é muito comum se dizer querer a LUZ/evoluir,
mas desde que isto se dê sem que se mexa na “estrutura existente”:
sem se rever, sem mudanças de hábitos e ou costumes,
sem o reconhecimento das carências e ou artimanhas,
atribuindo a responsabilidade/cura e mesmo passos/rumo
à terceiros.


Então, evite encontrar ou mesmo buscar contradições,
com relação ao “passado”.
Pois é possível que tenha havido a expansão da consciência
(sua ou do outro),
onde o aprendizado, como a alfabetização, tenha ocorrido.
Procure perceber as contradições, SENTINDO as vibrações em que,
neste agora as atitudes se dão:
se pelo desconhecimento/ignorância,
ou se pela negação/propósito/interesse.
Para aí sim, poder atuar sobre elas ou evitá-las...


Portanto, se você compreendeu e aceitou que,
todos temos um estágio e nível de consciência;
não se torna contraditório ter esta compreensão e continuar
a efetuar qualquer tipo de comparação?

É!...
A contradição não se encontra naquilo que você comparou
(situação, ato...),
ela está exatamente no fato de você ter promovido a comparação.

ArqueiroHur