INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

sábado, 15 de julho de 2017

As vibrações



Postagem original, em 17.02.2014




As vibrações


Tudo, cada coisa viva ou inanimada, de qualquer reino, 
espécie ou dimensão
possui uma vibração pela sua Criação/Criador/origem;
e esta vibração é única e não se modifica.

O que “flutua” (sintoniza) entre as vibrações
(que sejam mais densas ou fluidas, mais elevadas ou pesadas)
são as coisas vivas ou inanimadas manipuladas pela "mente humana", induzidas pelo interesse.

Ex: o amarelo, quando misturado ao vermelho,
sai da sua vibração original,
sintonizando na vibração do laranja,
que é o fruto desta mescla do amarelo com o vermelho.
Todavia, a vibração original do amarelo ficou lá,
não se modificou;
bastando para que ele, amarelo, volte a sintonizá-la,
que ele rompa com a sintonia do laranja,
desfazendo a “união”/relacionamento/vínculo com o vermelho.

Em outras palavras:
O amarelo quando fundiu-se ao vermelho,
deixou de ser ele mesmo, tornando-se o laranja;
ainda que mantendo ou colocando características suas,
mais acentuadas/marcantes ou não, neste laranja.


Faz-se necessário ter o entendimento sobre isto,
de que cada coisa possui sua vibração.
Mas que aqui, neste plano, pelos mais diversos motivos,
pode estar sintonizado numa vibração
que não representa a sua vibração de origem.

Ex: o propósito original de Santos Dumont,
quando do seu esforço na aviação,
tinha o objetivo de facilitar o transporte,
a comunicação/interação entre os povos/humanidade.
A mudança radical de propósito/vibração da aviação,
tornando-se o avião um instrumento bélico, de matança,
causou uma enorme decepção e angústia nele,
não só pelo desvio da humanidade,
como pela sua participação/auxílio, ainda que indireta,
neste “novo instrumento”.

Assim percebam que o que, em princípio,
vibrava na comunhão/LUZ,
pelo interesses e manipulação humana,
passou a sintonizar com a matança,
vibrando com a destruição/sombra.

Mas que esta vibração originária,
em poucas situações ainda seja alcançada/sintonizada
(em socorro a povos com questões de eventos naturais,
em atendimentos de casos de doença, e etc.);
isto, sem se deixar de observar que a aviação é hoje
o maior instrumento bélico de destruição/guerra...
                                                                             

Deixando as guerras e aviões de lado
e voltando "as nossas vibrações". Rsrsrs...

É necessário que se entenda que a vibração da LUZ está lá, 
no seu lugar,
não podendo “vir ao  meu encontro”, 
pela minha vontade ou desejo.
Ela não se modifica ou se desloca!
Sendo sintonizada pela consciência e coerência nas atitudes,
pela Verdade e Amor (sem interesses) praticados e propagados.

Então, não adianta eu falar no “meu SER”,
e continuar agindo e reagindo pelos meus desejos,
conceitos e vontades.
Falar em “LUZ” enquanto sintonizo e vibro,
pelos pensamentos e ações diárias,
muito distante Dela.

Enquanto eu não perceber onde estou sintonizado e vibrando,
me manterei na ilusão, sem consciência 
e distante do Meu SER.

A consciência vibra na LUZ,
atraindo o SER por esta sintonia.

Em contrapartida,
a falta de consciência/ignorância
por sintonizar com os conceitos e desejos,
mantém o SER apartado.

ArqueiroHur