INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

quarta-feira, 5 de julho de 2017

ILUSÃO...


Postagem original, em 04.11.2012




ILUSÃO...

Valendo-me deste pensamento de HUBERTO ROHDEN :

O HOMEM REALMENTE ESPIRITUAL

É bem assim o homem realmente espiritual:

Não é um homem pacatamente virtuoso,
uma alma dogmaticamente mansa e domesticada
para encampar docilmente as crenças tradicionais.


O homem integralmente espiritual
é um intrépido aventureiro dos mundos ignotos,
um genial sonhador do infinito,
uma alma empolgada pela dinâmica inquietude metafísica
dos insatisfeitos, dos insaciáveis, dos descontentes
com o que “todos” sabem
e fascinado pelo que todos ignoram...

O homem espiritual,
surdo aos barulhos da turbamulta dos profanos 
e às teses dos catedráticos,
escuta intensamente vozes do grande silêncio
que principia além de todos os ruídos estéreis.
E o que esse silêncio anônimo lhe sugere
é mais sedutor do que tudo o quanto os discursos
e os sermões dos sabidos e afamados possam lhe dizer.” 


Do livro Cosmorama
HUBERTO ROHDEN
Fonte: site www.imagick.org.br



Como Ser EU MESMO ‘escutando’ e seguindo ao que
disseram ser assim?...

Não me ouvindo?...

Procurando ser igual ou condescendente com a maioria?...

Com o que ‘cai bem’, por ser ‘mais fácil ou belo’?...


Sim!... 
Não me fazer em silêncio e deixar minha Voz Interior me conduzir,
CONFIANDO;
reproduzir ‘falas alheias’ como um ‘papagaio de pirata’,
me portar e conduzir ‘devidamente’ como a maioria dentro de qualquer ‘linha ou padrão’ (religioso, social, econômico)
e “traduzindo” tudo dentro dos conceitos
é me iludir.



Somente Eu COMIGO MESMO, posso obter a revelação
da MINHA VIBRAÇÃO (DO MEU SER)  e nela me sintonizar.



Nada nem ninguém deste externo pode revelar o MEU SER!
Pois este externo ‘está longe’, muito distante 
da Unidade com o TODO.
E se eu procuro a mim, devo desaprender, me libertar das amarras
que este externo fincou 
e no meu silêncio me descobrir e me Unificar.

Sem a coragem e determinação de me lançar a MIM MESMO, 
de OUVIR-ME;
e SEGUIR e SER  o que OUVI e SOU,
mantenho-me na ilusão do ‘pensar/achar que estou e sou’ e que ‘estarei e serei’ (salvo, protegido, enfim...)  na pretensa e discriminatória soberba humana.


Somente o silenciar-se e o afastar-se das ‘teorias humanas’ 
que ignoram e profanam as Leis da Criação 
e desrespeitam as suas Criações/Criaturas, 
é que me levará a realmente SER e PRATICAR 
a ESPIRITUALIDADE, 
a LUZ e o AMOR.

ArqueiroHur