INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

sábado, 12 de agosto de 2017

As Afirmações Nossas de cada dia

Postagem original, em 22.06.2012


As Afirmações Nossas de cada dia

É de se supor que quem está nesta busca
(e até mesmo os que não)
de si mesmo,
tenha um momento no seu dia em que
faça suas orações, afirmações, preces...
Momento este em que nos colocamos
“no pedido” de sermos/termos a LUZ.

Mas a questão a se relevar não é esta!
O que devemos observar são as atitudes no dia a dia,
que por hábitos e costumes,
contrariamos e negamos ao que antes
(nos momentos das orações/afirmações)
havíamos dito ser nosso propósito.

São nas pequenas coisas
(aquelas habituais, que costumamos nem reparar)  
que acabamos “vibrando” e nos
sintonizando, exatamente no contrário
do que oramos/afirmamos.

Sim!
Tudo é energia;
e como tal, tem sua vibração.
Mais “elevada/leve”, fluindo na e pela LUZ
ou mais “pesada/densa”,
sintonizada com a separação/“sombra”.

E é nesta vibração mais “densa”,
que fomos formatados,
dentro deste padrão da separação.

Não devemos “culpar-nos” por isto,
por estes deslizes,
mas percebê-los, para evitá-los.

Entender que a cada vez que “afirmo”:
não consigo, é difícil, está além de mim;
estou negando a LUZ
e impedindo-A de atuar...

Devemos aprender a reconhecer as dificuldades,
mas sem esquecer que
para a LUZ nada é impossível,
que o PODER da Criação tudo pode.
Que se eu mantiver o propósito
de SER, de Evoluir;
tudo o que for necessário
será feito pela LUZ,
que é o AMOR que não desampara!

Não esquecer que a energia é movimento/ação;
razão pela qual, devo ter ações 
(de trabalho, de rever-me, de entrega, de cuidar-me)
para poder romper com os padrões,
com sua vibração.

Devo evitar estas “afirmações rotineiras” que “me prendem” na separação,
que induzem a “uma LUZ distante”,
fora de mim.
Que não me remetem ao SENTIR o AMOR,
a VERDADE e ao SER.

ArqueiroHur