INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Pequenos Pensamentos - XIX



Postagem original, em 08.08.2011


                      Transforme esta sua passagem 
                      em lições.
                      Obstáculos e dores, 
                      em aprendizado e conscientização.

                      O que damos e pedimos, 
                      será o que receberemos.

                      O "amanhã" será de iguais.

                      Se pedires e deres calor, o receberás.

                      Não dê ou peça aquilo 
                      que não gostarás de receber.
                                                                             ArqueiroHur





A “razão” humana

Postagem original, em 11.09.2013



A “razão” humana


Quantos esforços são realizados para
atingirem uma meta, um objetivo, 
para manterem "sua razão"!...

Há os que se locomovem pondo em risco
sua existência.
Anulando assim o  SER.

Outros que se preenchem de coisas passageiras....
com suas intenções.
Substituindo o SER.

E ainda tantos outros, oferecendo luz,
crendo ser o que não é.
Negando sua própria LUZ
e ainda:
buscam desviar/denigrir aqueles
que na LUZ do SER caminham em VERDADE,
HUMILDADE e RESPONSABILIDADE.

Que a LUZ da CONSCIÊNCIA
ESTEJA EM CADA  UM.

Asha
Por Lei-Fio



A Razão dos Acontecimentos - revisto



Postagem original, em 17.09.2011




A Razão dos Acontecimentos

Todos os acontecimentos, fatos que ocorrem em nossas vidas, estão vinculados a dois pólos opostos:

O 1º Pólo, mais visível e palpável aos nossos olhos, refere-se aos nossos desejos imediatistas individuais e ou impostos pelo meio social e coletivo que vivemos.

Ocorre que individualmente e coletivamente, perdemos o sentido real da vida e assim, estamos sempre buscando a satisfação e manutenção do que em teoria nos daria a tão desejada PAZ INTERIOR. 
Ações são promovidas a cada segundo, nossa mente não para, sempre buscando e buscando..., 
porém não percebemos que a cada instante, surgem novos e novos objetivos para a nossa satisfação (ego): 
novas festas,novos carros, novas roupas, novos amores, novos cargos e trabalhos...; 
retardando sempre a tão desejada PAZ INTERIOR.

Nesta busca vamos perdendo cada vez mais nossos princípios e gerando acontecimentos futuros ou imediatos, que qualificamos por: 
infelicidade, azar, karma, enfim... 

É!... 
Não paramos para ver que nossa ganância e ambição, frutos da ignorância dos desejos individuais e coletivos, 
nos levaram a ser mesquinhos, avaros e sem nenhum sentimento ou razão na busca.

O 2º Pólo de acontecimentos provém das Forças Evolutivas que estão sempre a postos na tentativa de nos fazer enxergar o sentido real da vida, que é a Evolução. 
É nela, Evolução, que está a tão desejada PAZ INTERIOR.
- No aprender e repassar, sem temer o crescimento do outro ou cobrar pelo aprendido.
- No ter sentimento (atuar pelo SENTIR) e não objetivo nos atos praticados a toda forma de vida.

Desta forma, muitos acontecimentos se dão para que mudemos nosso padrão de comportamento e muitos outros acontecimentos, para que não nos deixem cair nas armadilhas dos desejos individuais ou coletivos....
Onde as perguntas impressas em cada acontecimento, teimamos em não ver:

- O que vale mais, o Ser ou o Ter?... 
O momento ou o crescimento?...

- O prazer ou o Amor Verdadeiro?... 
O status ou a integridade?...

- A consciência ou a ignorância?

A opção da escolha nos é dada a cada momento/acontecimento e a responsabilidade da escolha, é nossa!

Achamos que amanhã teremos tempo para “consertar” 
e não percebemos a repetição dos acontecimentos. 
O momento de nos rever é no agora, a cada momento/acontecimento!

Tendemos em procurar culpados, sejam eles pessoas, fatos ou o Universo; para os “dissabores” e “desventuras” que enfrentamos, 
porém, nunca os vemos como aprendizado e conseqüência de nossos próprios atos ou padrão de comportamento e envolvimento.

Criem a consciência da escolha e tenham PAZ  INTERIOR!

Tudo o que o Universo promove visa o seu bem, consciência e evolução!  
E ele não desistirá nunca, nem sairá desta razão, por mais que nos pareça estranho e difícil ou de que pensemos estar sozinhos e desamparados.

Até quando tomamos o caminho do individualismo, o Universo não nos abandona.      

Julgamos que tudo se encerra nesta vida! 
Mas esta vida é somente um momento muito curto dentro da Eternidade; 
e os acontecimentos dela, quando vindos do Universo, são para que tomemos consciência disto! 
Não, para nosso desespero, angústia ou sofrimento.

Assim, não se desesperem com a maldade, abuso ou perversidade das outras pessoas. 
Lembre-se de que você também é inconsciente 
e já passou por este estágio no processo Evolutivo.

Mas, tendo a consciência, procure perceber e evitar o convívio nestes níveis. 
Faça sua opção e tente manter-se fiel a sua escolha.

Também, não se deixe abater pela incompreensão ou pela ingratidão alheia. Este processo é do “outro” e deve ficar restrito a quem o gerou. 
Não compre o nível alheio!

ArqueiroHur





Aceitação

Postagem original, em 04.10.2014



Aceitação

Qual será a aceitação de que aqui costumamos falar:
Será que é a que prega ser resignado,
condescendente a tudo que acontece ao redor,
passivo diante da falta da Verdade,
que considera que não se poder efetuar nada para modificar o “quadro” em que as coisas se apresentam?...

É..., esta "aceitação" acima, é a que estamos acostumados, que nos foi ‘imposta’ pelos conceitos e religiosidade como sendo a devida, sem muitos esclarecimentos, pois, “é coisa de deus” e devemos simplesmente acatar.

Assim, repito a pergunta: - É sobre esta aceitação, que aqui falamos?

Não?!... Ah, ainda bem que você conseguiu distinguir.
Já que aqui se tenta falar sobre a aceitação pela compreensão das Leis da Criação 
e que somente a estas, não podemos mudar.
Onde, entretanto, pelo entendimento Delas, tudo acaba se tornando diferente do que era/foi apresentado.


Leis como a da causa e efeito (karma),
ação e reação (nada havendo com vingança usual),
da igualdade que impede o favorecimento (e consequente segregação ou distinção) a quem quer que seja, de que raça ou espécie o for.
Da aceitação de que tudo decorre da sintonia, vibração e consciência com que se atua.
De que a Criação nos oferta o aprendizado sobre cada situação
(criando muitas questões para o nosso rever), para que possamos, conscientemente, sintonizarmo-nos na LUZ e Sê-La.
Da aceitação/reconhecimento do nosso estado/condição de formatado, aqui neste plano...

"Você não pode mudar o vento, mas pode ajustar as velas do barco para chegar onde quer."

Ou seja, tendo a compreensão de como o vento atua sobre a vela,
faz-se com que o vento, antes visto como uma ameaça ou oposição, se torne o grande aliado e propulsor na jornada.




... Sendo assim, se você já possui este entendimento,
qual é a sua postura diante de algum “revés”, de algo que lhe desagrade:
- Você procura perceber as energias que estão em manifestação,
para com ou sobre elas poder atuar?...
- Permite-se a tentar enxergar o aprendizado e a romper com os velhos chavões e padrões?...  

Possa ser, também, que você:
- Se mantenha considerando injustos os acontecimentos,
não entendendo as situações como aprendizado ...
- Continue a pensar que o ‘falar e querer’, sejam pontos de relevância no processo e assim eles sejam o bastante...

Bom, esta percepção da sua postura é e deve continuar sendo interna;
pois, mesmo que a contradição ou incoerência sejam percebidas por outros,
o máximo que estes poderão fazer, é aponta-las.
O rever é seu!

Você é quem vai continuar “aceitando” e caminhando da forma que bem entender.
Já que, esta escolha é mais uma das Leis da Criação que não podemos alterar ou ‘retirar’ de ninguém - livre-arbítrio. 
ArqueiroHur