INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Pequenos Pensamentos CLXXXVII



Postagem original, em 06.11.2012

           Observe que o externo 
           com seus conceitos e facilidades,
           que tanto se presa e considera
           por atrair o olhar e agradar aos ouvidos,
           é o mesmo que trouxe a humanidade
           para este momento decisivo em sua história
           e crucial do planeta,
           em quase total estado de ignorância e entorpecimento
           diante de si mesmo e do TODO,
           no mais puro egoísmo.




           Agora, cabe a você se decidir ao que ainda se vincula,
           ao que seguir.

                                                                                         ArqueiroHur


ps: necessitando de ajuda nesta escolha, se desejar: 
aquiete-se, silencie a mente e as perguntas... 
Invoque a LUZ, o Universo Evolutivo
e procure se sintonizar com a Mãe Terra,
visualizando a primeira imagem postada, 
deixando-a lhe conduzir à sintonia da Mãe Terra,
que com o seu AMOR irá lhe revelar quem ÉS para Ela.



COERÊNCIA

imagem google
Postagem original, em 14.08.2013



COERÊNCIA

Aonde você detecta ou busca encontrar coerência:
numa palavra, fala, aparência
ou mesmo atitude/gestual?...

Será que você já compreendeu que a interpretação
e mesmo colocação da palavra, fala e atitude/gesto
estão vinculadas ao nível/estágio de consciência,
tanto de “quem pratica/expõe”,
como de ‘quem recebe’
e assim sintonizados a uma vibração?

Ou seja:
você “recebe” dentro da vibração em que se encontra;
do seu estágio/nível de consciência,
ou de onde você se sintoniza/entrega.
O qual não necessariamente ou invariavelmente,
será o mesmo de quem emitiu a palavra, fala
ou teve a atitude/gesto,
exceto pela “entrega/sintonia”.                                  
ex: só é manipulado, induzido ou "hipnotizado",
aquele que a isto se entrega, permite, se propõe. 


Então ficamos assim:
sempre vemos coerência naquilo que está na mesma
frequência vibratória nossa  
(no que nos entregamos/sintonizamos)
e incoerência naquilo que está fora desta frequência
ou do nosso estágio/nível de consciência.  


E é por isto, que muito se nega ao SENTIR
e a Voz Interior.
Pois estes não vibram na sintonia da concordância
com o ego e os conceitos, não são manipuláveis
ou têm interesses.
Mostrando-se assim,
dissonantes/“incoerentes” aos nossos desejos e vontades,
pela discordância...


Então, se você espera coerência no seu caminho,
passe a tentar ouvir e respeitar ao seu SENTIR
e Voz Interior,
que é por onde o Seu SER e o Universo Evolutivo
se pronunciam a você.
Perceba a “coerência dos interesses”
e aonde ela nos leva e levou até hoje.

ArqueiroHur



Enquaradramento


Postagem original, em 06.11.2015



Queremos 'mudanças',
mas não queremos mudar.

Sim!... Queremos que o redor mude,
que ele se enquadre nos nossos desejos e quereres.
Que o "mundo" seja do jeitinho que planejei.

Queremos que o corpo não envelheça,
que esta 'passagem (vida) seja eterna',
se possuindo tudo o que se considera merecedor de ter.

E neste "enquadramento" que colocamos no nosso rumo,
trocamos os valores, indo pela ilusão em detrimento do real.
Consideramos a 'auto-estima', onde valorizamos o aspecto do corpo, a sua aparência,
tendo mais valia do que o respeito/amor próprio.
Determinamos que o 'ter' se sobrepõe ao ser,
pois, "estou aqui e agora" e é isto que importa.


Nesta redução que produzimos (e reproduzimos),
a evolução, o TODO, é algo distante e para 'lunáticos'.
Vemos e colocamos tudo de acordo com o nossos interesses e interpretações.
Pela nossa 'ótica e razão' (conceitos e padrões).




Ahhhhhhh!... Mas que bom seria se ficássemos somente nisto, 
nesta aplicação do nosso direito de escolha, sem interferir no caminho alheio.

Só que a grande questão, é que procuramos impor o nosso enquadramento ao meio, 
àqueles que nos cercam ou que venhamos a encontrar.
Induzimos e coagimos para que 'eles' e o meio também se mantenham e sigam nesta redução.
Criamos toda uma série de empecilhos e dificuldades para que algo ou alguém saia ou fique fora deste enquadramento.  
Havendo somente um caminho a seguir: o nosso!
Atuamos para que o meio e 'os nossos' sejam nossa imagem e semelhança.


E tudo isto porque queremos  'mudanças',
mas não queremos mudar, não queremos nos rever.
ArqueiroHur