INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Pequenos Pensamentos CLXXXVII



Postagem original, em 06.11.2012

           Observe que o externo 
           com seus conceitos e facilidades,
           que tanto se presa e considera
           por atrair o olhar e agradar aos ouvidos,
           é o mesmo que trouxe a humanidade
           para este momento decisivo em sua história
           e crucial do planeta,
           em quase total estado de ignorância e entorpecimento
           diante de si mesmo e do TODO,
           no mais puro egoísmo.




           Agora, cabe a você se decidir ao que ainda se vincula,
           ao que seguir.

                                                                                         ArqueiroHur


ps: necessitando de ajuda nesta escolha, se desejar: 
aquiete-se, silencie a mente e as perguntas... 
Invoque a LUZ, o Universo Evolutivo
e procure se sintonizar com a Mãe Terra,
visualizando a primeira imagem postada, 
deixando-a lhe conduzir à sintonia da Mãe Terra,
que com o seu AMOR irá lhe revelar quem ÉS para Ela.



Coerência!... Uma orientação de Ramatis


Postagem original, em 28.02.2012


Coerência!... Uma orientação de Ramatis

“Atuem com coerência, sejam coerentes! 
Não importando quanto tempo leve.”... 

Foi esta a resposta e orientação de Ramatis à pergunta: 
"- o que devemos fazer neste tempo/momento?"


Mas e o que é “ser/atuar” com coerência?

- Será que é aceitar e seguir o que os outros apontam/dizem, 
sem SENTIR ou, ignorando a este?...

- Será que é “manter uma aparência”, “fingindo ser o que não é”, como bem disse Miguel em "Hora de acordar"?...

- Será que é ainda se manter, ao mesmo tempo, buscando realizar seus desejos, a sua vontade; mas falando em “luz”?...

“... do agora ninguém cuida, nem quer olhar...
... o povo ainda tem o conceito de espiritualidade de que: “anjinhos vêm tocando harpa no céu trazendo as bênçãos pras realizações deles, do que eles querem, com suas asas mágicas irradiantes”...
... É só rezar um pai nosso e pronto! Está protegido pro resto da vida.
 E fora que já ficou mecânico, nem prestam atenção mais ao estão falando...
 ...Estou dizendo isso, porque já pensei assim.
 Via a espiritualidade assim:
 Enfeitada!...”
-reconhecimento de uma amiga-


Não!!!

Coerência é definir o seu caminho, fazer sua escolha e ser firme neste propósito (a oferta está feita! Os caminhos apontados) de segui-lo!... 
É não se deixar ainda ficar em dúvida, ponderando e sendo levado por fantasias, por brilhos artificiais...

A sua Voz Interior (coração), seus Mentores e o Universo já lhe apontaram e lhe mostraram a VERDADE. 
Isto é liquido e certo! E você sabe que não há como “negar” isto... 
A ignorância total já se esvaiu, a LUZ no fim do túnel se mostrou! 
E cada passo seu neste momento, é fruto da sua ‘escolha’, não mais da cegueira total.

Seja qual for a sua escolha, ASSUMA-A!... 
Aprenda a ser honesto e confiável. 
Não temas os 'olhares' ou queria o respaldo do mundo!

"... A DIVISÃO DE ÁGUAS COMEÇOU!

ESCOLHAM DE QUAL LADO IRÃO FICAR?
A QUAL DOS SENHORES VÃO SERVIR?

O CAMINHO DO BEM,
REQUER  AUTO-VIGILÂNCIA
PARA MANTER-SE NO PADRÃO VIBRATÓRIO
ELEVADO DA LUZ..."

-Miguel (Guerreiro da LUZ)-



Que a Verdade e a Justiça Divina guiem e caminhem em seus passos
ArqueiroHur


COERÊNCIA

imagem google
Postagem original, em 14.08.2013



COERÊNCIA

Aonde você detecta ou busca encontrar coerência:
numa palavra, fala, aparência
ou mesmo atitude/gestual?...

Será que você já compreendeu que a interpretação
e mesmo colocação da palavra, fala e atitude/gesto
estão vinculadas ao nível/estágio de consciência,
tanto de “quem pratica/expõe”,
como de ‘quem recebe’
e assim sintonizados a uma vibração?

Ou seja:
você “recebe” dentro da vibração em que se encontra;
do seu estágio/nível de consciência,
ou de onde você se sintoniza/entrega.
O qual não necessariamente ou invariavelmente,
será o mesmo de quem emitiu a palavra, fala
ou teve a atitude/gesto,
exceto pela “entrega/sintonia”.                                  
ex: só é manipulado, induzido ou "hipnotizado",
aquele que a isto se entrega, permite, se propõe. 


Então ficamos assim:
sempre vemos coerência naquilo que está na mesma
frequência vibratória nossa  
(no que nos entregamos/sintonizamos)
e incoerência naquilo que está fora desta frequência
ou do nosso estágio/nível de consciência.  


E é por isto, que muito se nega ao SENTIR
e a Voz Interior.
Pois estes não vibram na sintonia da concordância
com o ego e os conceitos, não são manipuláveis
ou têm interesses.
Mostrando-se assim,
dissonantes/“incoerentes” aos nossos desejos e vontades,
pela discordância...


Então, se você espera coerência no seu caminho,
passe a tentar ouvir e respeitar ao seu SENTIR
e Voz Interior,
que é por onde o Seu SER e o Universo Evolutivo
se pronunciam a você.
Perceba a “coerência dos interesses”
e aonde ela nos leva e levou até hoje.

ArqueiroHur



Enquaradramento


Postagem original, em 06.11.2015



Queremos 'mudanças',
mas não queremos mudar.

Sim!... Queremos que o redor mude,
que ele se enquadre nos nossos desejos e quereres.
Que o "mundo" seja do jeitinho que planejei.

Queremos que o corpo não envelheça,
que esta 'passagem (vida) seja eterna',
se possuindo tudo o que se considera merecedor de ter.

E neste "enquadramento" que colocamos no nosso rumo,
trocamos os valores, indo pela ilusão em detrimento do real.
Consideramos a 'auto-estima', onde valorizamos o aspecto do corpo, a sua aparência,
tendo mais valia do que o respeito/amor próprio.
Determinamos que o 'ter' se sobrepõe ao ser,
pois, "estou aqui e agora" e é isto que importa.


Nesta redução que produzimos (e reproduzimos),
a evolução, o TODO, é algo distante e para 'lunáticos'.
Vemos e colocamos tudo de acordo com o nossos interesses e interpretações.
Pela nossa 'ótica e razão' (conceitos e padrões).




Ahhhhhhh!... Mas que bom seria se ficássemos somente nisto, 
nesta aplicação do nosso direito de escolha, sem interferir no caminho alheio.

Só que a grande questão, é que procuramos impor o nosso enquadramento ao meio, 
àqueles que nos cercam ou que venhamos a encontrar.
Induzimos e coagimos para que 'eles' e o meio também se mantenham e sigam nesta redução.
Criamos toda uma série de empecilhos e dificuldades para que algo ou alguém saia ou fique fora deste enquadramento.  
Havendo somente um caminho a seguir: o nosso!
Atuamos para que o meio e 'os nossos' sejam nossa imagem e semelhança.


E tudo isto porque queremos  'mudanças',
mas não queremos mudar, não queremos nos rever.
ArqueiroHur