INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

sexta-feira, 17 de março de 2017

Pequenos Pensamentos - CCXXXIX

Postagem original, em 23.11.2013


           O ego, para e na manutenção
           do seu status, controle e condição,
           só vê, ouve, percebe e segue
           ao que lhe convêm, apraz e agrada;
           seja numa leitura, fala ou mesmo pessoa,
           ressaltando a "concordância" e interesse
           no "observado".
           Ignorando, desprezando, negando
           ou "passando por cima"
           do que lhe contraria, lhe exponha
           ou demonstre sua incorreção.

           Cabendo a "quem se diz estar na busca",
           ter ciência desta condição do ego,
           para, ficando atento,
           poder perceber e atuar, exatamente,
           nestas fugas e artimanhas dele.
                                                                                     ArqueiroHur



FUGAS e REAÇÕES

Postagem original, em 24.08.2013



FUGAS e REAÇÕES

Queridos Filhos,
Estar em SI...
É reconhecer o AMOR do TODO. 
AMOR constante, presente, ATUAL...
VERDADEIRO.

Enquanto que o ego, fecha-se nele mesmo,
nas suas “dores e sofrimentos”, nas suas carências
e conceitos...


Tão logo sentirem o desequilíbrio
(dúvidas de negação, repetições de indevido,
sentimento de "desamparo"...)
sejam compassivos e não radicais.
Ainda estão a aprender.

O ego não deve ser visto/tratado como inimigo,
e ele irá ter reações de resistência,
podendo provocar sintomas físicos;
procurará escoras ao redor
(em falas, escritos, músicas...),
“lembrará” de situações
(mágoas, abandonos), 
enfim...,
de tudo ele tentará fazer para se manter escondido,
disfarçado como sempre caminhou 
no/com o pseudo controle.

Queridos entendam!

Todos os corpos
(físico, emocional, mental e alma)
são importantes
e devem ser limpos/revistos/transmutados, 
conscientizados
para em harmonia,
se unificarem.

O desequilibro de um 
(fuga, negação)
"compromete", bloqueia
e impede a ação da LUZ.

Portanto, parem, silenciem
e encontrem a "ovelha perdida".
E tão logo a encontrarem,
sentirão VERDADEIRAMENTE o AMOR em SI.


Recebam o MEU AMOR e NELE AMEM.

Francesco, o Mentor

Por Lei-Fio



Ao primeiro impacto: refutar, fugir!

Postagem original, em 14.09.2014



Ao primeiro impacto: refutar, fugir!

Qual a primeira atitude que o ego (você e qualquer um) toma ao ter qualquer contrariedade?

Não precisa ser algo que o contrarie de todo,
apenas algo que não esteja na mesma vibração em que ele esteja sintonizado ou do pretendido. Conseguiu vislumbrar?

Pois é!... Mas a primeira providência que é tomada, como já o é colocado no próprio título do texto,
fica no âmbito do negar e “se resguardar”: 
refutar e fugir!

É meio assim: se ele estiver pensando em mamão, e lhe for entregue uma maçã, mesmo que ele “não desgoste” da maçã, a reação será de negação, de não aprovação.
E isto, esta não aprovação, será calcada sob o comando do seu  “instinto de auto preservação/defesa”. Onde, em muitas situações, será utilizada a máxima: “a melhor defesa é o ataque” para sustentar suas atitudes e “disfarçar” a fuga da contrariedade. 
Além de se valer do “julgamento”/comparação como “princípio à seguir”.

Portanto, deve-se ficar atento a esta reação primeira, para não se deixar levar por ela,
uma vez que devemos ter e manter o entendimento de que
a LUZ e a Vontade Divina, invariavelmente,
tenderão a promover situações e apontamentos,
que ressaltem, exatamente, a posição “presa, fechada e amarrada” do ego.   

Pois é muito provável que possamos, 
ao não observarmos esta postura, 
não só fortalece-la, como também gerar consequências de difíceis soluções, pelo momento/estágio em que nos encontramos, seja individualmente e ou junto à Mãe Terra/TODO. 

ArqueiroHur



Por que mudar? - j.krishnamurti

Postagem original aqui, em 11.08.2014



Por que mudar?
O homem viveu dois milhões de anos ou mais, mas não resolveu o problema do sofrimento. 

Ele é sempre perseguido pelo sofrimento: 
tem o sofrimento como sua sombra ou como sua companhia.
Sofrimento por perder alguém; 
sofrimento por não ser capaz de realizar suas ambições, sua ganância, sua energia; 
sofrimento da dor física; 
sofrimento da angústia psicológica, sofrimento da culpa, sofrimento de esperança e desespero 
– esse tem sido o destino do homem; 
esse tem sido o destino de todo ser humano. 

E ele sempre tentou resolver este problema 
– acabar com o sofrimento dentro do campo da consciência,
tentando evitá-lo, fugindo do sofrimento, suprimindo-o,
identificando-se com alguma coisa maior que ele mesmo,
bebendo, mulheres, 
fazendo tudo para evitar esta angústia, esta dor, este desespero, esta imensa solidão e tédio da vida -que está sempre dentro do campo da consciência, 
que é o resultado do tempo.
- j.krishnamurti, What Are You Doing with Your Life?-

http://www.jkrishnamurti.org/pt/krishnamurti-teachings/view-daily-quote/20140810.php?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+JKOnline_DailyQuotes_PT+%28JKOnline+RSS+PT%29