INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

sábado, 16 de junho de 2018

Pequenos Pensamentos - CCXXVIII


Postagem original, em 29.05.2013

           Quando não se tem o entendimento
           (ou não se aceita-o)
           sobre o ocorrido ou efetuado
           e nem o buscamos,
           seguimos robotizados
           atuando sob o comando externo.
           Efetuando sistematicamente,
           aquilo que nos foi dito para fazer.

           Não questionamos nada,
           não observamos as contradições
           ou mesmo a falta da verdade.
           Pois cremos que "sendo levados",
           "seguindo a correnteza",
           nos eximimos de responsabilidade
           sobre os fatos,
           e de que estamos "salvos"
           nos castelos erguidos.



           Esquecemo-nos somente
           de 2 pequenas coisas:

          1- a omissão é um ato efetivo de compactuação,
          que alimenta àquilo que "sei"
          ser indevido.

          2- A LUZ TUDO SABE E TUDO VÊ.

          Então, pensar que 'me escondi',
          que me esquivei da responsabilidade,
          foi e é um ato inútil diante da Criação.

                                                                                      ArqueiroHur





O NOVO - Uriel

Postagem original, em 28.07.2012


O NOVO

Queridos,
Na dúvida negam o SER.

É percebido que,
na manifestação energética da escrita,
ainda não compreendem 
e iniciam especulações,
buscam respostas para dúvidas fora de vocês, 
sem sentirem que muitos 
ainda continuam nos conceitos.
Paralisados, bloqueados.

Para melhor elucidar.
O que é: 

O UNIVERSO?... O SER?...
A MÃE?... O PAI?...

O UNIVERSO
: O MUNDO DENTRO DE VOCÊS
O SER: CRISTO, SER CRÍSTICO
A MÃE: A TERRA
PAI: O SUPREMO.

Enquanto continuarem  experimentando o Universo 
fora de vocês,
nada sentirão.
Compreendendo erradamente como:
SER (ego)
Mãe e Pai, os que acolhem vossas dores ...

Queridos, 

Tudo está dentro de vocês.
Precisaram passar por várias experiências
advindas de livros, credos, grupos, cursos...
Tudo foi válido como impulso
para reconhecerem quem verdadeiramente  são.



Este é o NOVO!
Sentirem vossas responsabilidades,
agirem na ação, serem uns com outros.
Gerando uma nova vibração,
aos poucos, mas constantemente, o NOVO sendo construído.
Não através dos conceitos adquiridos no mundo.
Mas no UNIVERSO dentro de vocês.

Revejam-se, perdoem-se constantemente.
Plantem na TERRA a semente da VERDADE, AMOR, SOLIDARIEDADE, SINCERIDADE,HUMILDADE...

Permitam que a LUZ ilumine vossas sementes .
Recolham-se no SER, encontrando PAZ, CARINHO, AMOR...
E NA MÃE continuem a semear
(sendo que antes retirem as ervas "daninhas" do ego
com suas duvidas e conceitos);
E entreguem -se ao Pai .
Não mais, 

sendo solitários no mundo das formas e manipulações.

Sintam-se sejam UNO queridos.
O TODO está em vós.

Não cabendo a ninguém decidir onde, como,
o que irão semear na Mãe.
A decisão é pessoal!
Decidam onde querem semear.


Uriel
Por Lei-Fio



CURA ou dependência?

Postagem original, em 12.03.2014


CURA ou dependência?

Como pretender a cura sobre qualquer situação ou aspecto,
sem reconhecer a sua raiz em si mesmo?...

Sem perceber e aceitar a causa/origem no meu comportamento,
nas minhas atitudes, incompreensões e querer?...


Contar/confiar que qualquer um do externo tenha este “poder/dom”, atribuindo-lhe esta condição sobre mim,
é negar a todos os princípios e Leis da Criação.
Pois, aonde se encontra a Igualdade, a Justiça, a Misericórdia,
o Respeito e o AMOR Divino,
quando “um outro” pode sanar o que me é devido?...

E aqueles que não foram “agraciados por este salvador”,
que penaram com suas enfermidades ou “desgraças”,
são “inferiores” ou foram esquecidos pela Criação?...
  
Quem procurou aprender e encontrar a razão do desequilíbrio
para romper com suas repetições,
se torna “o quê” diante destes agraciamentos externos
que dele passaram ao largo?...  




Se Jesus de Nazaré houvesse proposto esta “cura externa”
tão difundida, propagada, seguida e desejada,
por qual razão teria Ele nos deixado ensinamentos?...
Por qual motivo, tentou Ele orientar aos seus discípulos, apóstolos e população que o ouvia?...

Ora!...
Seria muito mais fácil e comodo para Ele
-como o é ainda hoje para muitos-
manipular a energia  ofertando ‘paliativos agradáveis’,
não se expondo ou enfrentando ao desagrado de muitos;
e teria Ele, muito provavelmente, evitado ser traído ou negado
pelos seus companheiros
e todas as consequências que surgiram.
Obteria, em contrapartida com esta facilidade
-e como vemos em prática no geral-,
uma legião de “fiéis seguidores” que colocam o peso
da responsabilidade do seu destino e caminhar,
em Suas costas...




Se você possui dificuldades em entender e aceitar a CURA em Si,
observe ao seu redor o que o mundo e as situações mostram,
para obter o entendimento
e veja a dependência subtraindo e “substituindo” a CURA.
Observe a necessidade de medicamentos
ou de se estar aqui ou ali (com alguém ou em grupos) 
para se "manter/sentir equilibrado”
e ou “sendo salvo/curado”.

Perceba o moto-contínuo da dependência gerado nesta “cura externa”...


Quem pode dizer que nunca soube de casos em que
após uma cirurgia médica para a retirada de células cancerígenas,
as mesmas voltam a se desenvolver (decorrido algum tempo) no mesmo órgão ou se espalham por outros órgãos?...    
Nota: não poderia também, ter ocorrido nesta cirurgia um desrespeito a Vontade Divina, uma interferência abusiva?

  
Quem desconhece a condição em que muitos ‘dependentes’ se colocam de não poderem mais, em momento algum,
ingerir a substância(s), por conta de poderem reacender o “vício”?...


Onde não se encontra a consciência,
que implica e abrange em extirpar e transmutar 
da raiz do desequilíbrio/"doença" e suas consequências,
alimentamos a dependência e seus disfarces/agrados.
ArqueiroHur


ps: particularmente, já presenciei e participei de diversas ações de limpeza
(dos mais diversos níveis e situações), 
onde pela falta de consciência dos participantes,
o “quadro/aspecto” que se apresentava retorna, inclusive com mais intensidade, 
pela permissão, interesses e postura mantidas.      


Diferenças pequenas, sutis, mas diferenças

Postagem original, em 02.06.2012


Diferenças pequenas, sutis, mas diferenças - Revisto

Vamos tentar “ver”/entender algumas diferenças, 
quanto ao que envolve a “consciência” 
e seus níveis ou estados.

- inconsciência (ou ignorância), neste estado, ainda não fomos diretamente  “apresentados” ao caminho do SER
somos conduzidos pelos conceitos  e crias do meio e suas crenças; 
e assim, ele nos passa desapercebido. 
Totalmente “vendados”, não “sentimos” ou percebemos a energia e as conseqüências dos nossos atos, pensamentos, conduta, enfim... Somos quase que “sem responsabilidades”.

- o estado de “conhecimento”, aqui já tivemos a presença do Universo nos orientando e mostrando “ a energia” 
e os “rumos dos caminhos”, 
mas, entretanto, ainda não nos decidimos ou nos entregamos a ele. 
Não efetuamos, ainda, “a nossa escolha” pelos mais variados motivos: 
medo, conceitos, preguiça, não querer a responsabilidade.... 
Ou seja, impera a resistência em “mudanças” e em romper com os hábitos e padrões e ou simplesmente, por “não aceitá-lo”...,
em perder o controle. 
Por outro lado, obtivemos, por  este “conhecimento”, 
a noção da responsabilidade e da “escolha” 
e não podemos mais dizer:
“eu não sabia!” 
Já possuímos um grau de"ciência" sobre “os efeitos”.

Nota: nestes dois estados, somos ou tendemos a ser manipulados e conduzidos pela “sombra” e suas facilidades, “ameaçados” emocionalmente e ou cooptados pelos “interesses”.

- estado de consciência começa a se dar quando efetivamente “aceitamos” e nos determinamos a seguir o caminho do SER, revendo-nos, responsabilizando-nos pela energia e sintonia 
do nosso Templo (corpo) e santuário (ambiente/casa), 
trabalhando-nos e buscando a LUZ com a sua sabedoria e AMOR. 
Através da humildade, da determinação, do Trabalho 
e da atuação com a VERDADE, 
este estado de consciência vai se expandindo e concomitantemente vai permitindo a aproximação do nosso Eu Superior. 
Onde passamos a atuar com Ele pelo TODO
Sendo então, totalmente responsáveis por cada ato efetuado.


- o nível de consciência do SER, representa o ESTADO que Ele possui dentro do Universo, na sua eternidade 
(é calcado em tudo aquilo que Ele viveu, 
em qualquer das passagens aqui ou em outros planetas,
e aplicou com sabedoria pela Criação, 
ou seja, com AMOR e pelo TODO). 
É o seu Estado Evolutivo que designa as suas tarefas e atribuições dentro deste processo de Evolução Universal
(como neste da Mãe Terra em que estamos), 
que permanece em contínua expansão, 
havendo diversos graus/níveis, nesta escala Evolutiva Universal.

E cada passagem nossa aqui encarnados, como nesta atual, 
faz parte e fornece a Ele, SER, esta expansão, 
desde que por e com Ele e o TODO estejamos em atitudes
e consciência.

- estado de “sombra”, enquanto que no estado de consciência aceitamos e atuamos pelo TODO 
e isto independente do nível de consciência do SER; 
neste aqui “se escolheu” (conscientemente) o caminho do individualismo, do interesse pessoal ou da sua espécie/categoria;
sabe-se muito bem o que fazer e se segue fielmente ao seu propósito. 
Usando dos mais variados recursos 
(conhecimento,energia, chantagem, coação, da ignorância...) 
para manipular e induzir, 
não respeitando a nada que se coloque na frente 
ou atrapalhe ao seu intento. 
Neste estado também se é totalmente responsável pelos seus atos, pois se conhece o processo Evolutivo, do TODO 
e simplesmente, pela escolha se nega-lo.


Dentro deste quadro, exposto acima, 
só achamos “inocentes” no estado de inconsciência 
ou no nível de consciência do SER (estado Evolutivo) 
e mesmo assim, até certo ponto, 
pois quem poderá aqui, neste plano e momento atual, 
dizer que não houve “um exemplo diferente” para seguir, 
que desconhecia a VERDADE, a SOLIDARIEDADE, o AMOR; 
já que tudo isto não nos foi mostrado pelos mais diversos meios, 
formas e pessoas, 
desde a mais de 2000 mil anos?
ArqueiroHur