INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

quarta-feira, 22 de novembro de 2017

Pequenos Pensamentos - CCLXIV


Postagem original, em 13.04.2014


O entendimento e aceitação do caminho
e o respeito à Vontade Divina
se revelam quando:
ao se manter a firmeza na postura
em não ceder as manipulações e pressões
que surgem frequentemente do meio;
e concomitantemente,
embora tendo o conhecimento e condições,
mantêm-se mais firme ainda
para não se permitir à manipular as situações
ou interferir no caminhar alheio.
                                                            ArqueiroHur



Querem decidir onde estudar? - Teresa D'Ávila

Imagem Manuela Salgado
Postagem original, e, 01.08.2012



Querem decidir onde estudar?

Estão na escola da vida
cada um  em seu nível de compreensão.
Já receberam inúmeros ensinamentos, "outrora",
de grandes Mestres
que decidiram sentir a Luz neles próprios.
Sendo que o que eles reviram (em si mesmos)
somente ELES sabem.

Ninguém poderá sentir o que sentiram e sentem!

Mesmo estudando os ensinamentos deixados,
a experiência é vossa, individual!

Revejam o quanto já aprenderam...

Sendo que alguns recebem instruções em diferentes níveis,
atuando entre vocês, com decisão pessoal,
acompanhado pelo Universo
e trabalhando com toda responsabilidade que  lhe foi designada.
Em Unidade com a MÃE TERRA.

Trabalhando incansavelmente com os demais irmãos que sentem esta UNIDADE,
mas que os conceitos impedem esta nova compreensão.
E que sem esta compreensão e rompimento dos conceitos, continuarão na mesma "série escolar do mundo" repetindo, repetindo uns aos outros.

Assim, decidam aonde querem estudar?...
Querem ficar na mesma série ou querem crescer?...

Os instrutores não desistirão, pois decidiram pela Mãe TERRA.
Cabendo aos que identificam-se na LUZ,
confiar e decidir.

E sempre que sentirem internamente que necessitam de orientações, os instrutores estão prontos a lhes ouvir,
mas não podendo interferir ou resolver desconfortos.
Continuarão a vos ensinar a conhecer a LUZ,
que é onde estão todas as respostas.

Fiquem envolvidos na LUZ!

Teresa D’Ávila

Por Lei-Fio



Pois é..., falamos, pensamos e achamos, mas... – II – Respeito.

Postagem original, em 28.09.2014




Pois é..., falamos, pensamos e achamos, mas... – II – Respeito.

Pois é..., falamos, pensamos e achamos
que somos respeitosos aos outros e a nós mesmos quando,
permitimos que eles façam o que querem fazer
e quando “brigamos pelos nossos valores”;
mas será mesmo respeito, se o aspecto energético é ignorado?...
Se a imposição do querer, deles ou do nosso, afeta ao ambiente/TODO?...

As Leis da Criação da ação e reação e da causa e efeito não podem ser ignoradas; pois, elas são uns dos pilares para que a Justiça Divina se perpetue.

As invasões devem ser evitadas. Sejam elas da origem que tiverem.

... Energeticamente, quando “pensamos” em alguém,
estamos tanto abrindo o nosso corpo áurico, como também o do outro. Promovendo e permitindo, desta forma, invasões das mais diversas “fontes e vibrações”, nele, no alvo do ‘pensar’ como em nós.
E então, existe respeito a você mesmo ou ao outro nesta prática?...

Alguns podem estar se dizendo neste momento:
“- Mas eu só penso o bem para o outro.”

Em 1º lugar, o que “você pensa” é conceitual e se encontra dentro do “certo e errado” para você, do querer ou desprezar, do desejar ou ignorar...; condições que estão distante e muito, da Verdade Universal. Ou seja, o que é “bem” para você pode não sê-lo para o outro.
Além disto, onde fica a Vontade Divina no seu conceito?...


Pois é..., falamos, pensamos e achamos, mas...

A consciência fornece o entendimento desta via de mão dupla no aspecto energético (aberturas de portas). Não se modificando de acordo com a minha vontade ou interesse.
 
O respeito é revelado tanto na não interferência como na atuação para que a Ordem Divina se estabeleça.
E isto somente ocorre pela consciência/SENTIR;
não pela fala, pensar e achismo formatados pelas experiências na ignorância.

ArqueiroHur






As oportunidades

Postagem original, em 21.04.2012


As oportunidades

“A LUZ sempre nos vela, nos guarda.”

Você consegue dimensionar o que a Criação dispôs para o nosso crescer?...

Cada elemento, ser, criatura...
fruto ou alimento...
sentidos ou matéria...
situações e emoções...
prazer e dor...
amigos ou “inimigos”...
formatação e sombra...
“mentores” e orientadores...

Enfim,

A VIDA, com todas as suas formas, é a oferta da Criação, do TODO para que a “nossa escolha” possa ser efetuada.

"... A LUZ e a Vontade Divina sempre estão presentes
e o que poderá parecer como empecilho,
é apenas um alerta à vossa atenção
para estarem atentos a todos os sinais
e não se deixarem levar apenas pelas vossas vontades.
Mesmo vós adorados, mesmo estando em LUZ e sendo LUZ,
sois testados consecutivamente..."
-Uriel-

A cada momento devemos estar cientes, cônscio de que estamos tendo uma escolha, entre: vibrar na LUZ, no AMOR ou nas nossas vontades e conceitos.

“... Vibre com as lembranças das vitórias conquistadas
pelo trabalho, doação e determinação...
Pela VERDADE e AMOR!
Não guarde em si as decepções,
as ingratidões, as traições...”
Maria, Mãe dos Filhos da Terra – por Zé Mauro em 26.03.2012
  
Quantas “ferramentas” (técnicas, afirmações, banhos e etc.) nos são fornecidas para o crescimento, limpeza e equilíbrio?...

De que forma as usamos e quando, com qual propósito?...


“... COLOCAMOS À VOSSA DISPOSIÇÃO,
PARA QUE A USEM "DEVIDAMENTE",
NA ENTREGA EM CONFIANÇA
PELO "CORAÇÃO"...
... PARA TRANSMUTAR TUDO O QUE
AINDA LHES IMPEDIR:
MEDOS, TRAUMAS, TORMENTAS,
TRISTEZAS OU MÁGOAS...”
-Oromasis-



Não pode haver “interferência” pela LUZ!...


Assim, Ela só pode atuar/interceder quando nos permitimos e nos voltamos para o propósito Evolutivo, quando temos a consciência que cada apontamento surge com o objetivo do “rever-se”, de transmutá-lo, de limpar os nossos corpos inferiores para que o nosso SER e consciência possa se instalar.

Então, cabem estas perguntas:
- Reconhecemos “as oportunidades” que nos são fornecidas?...
- Atuamos, realmente, com este propósito Evolutivo e de  Unificação?...
- Nos entregamos nestes momentos de “conflitos internos” à LUZ e a sua atuação, nos “lembramos Dela” e dos ensinamentos fornecidos?...

O TODO nos “mostra o caminho”, mas os passos são e devem ser nossos!
ArqueiroHur