INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Pequenos Pensamentos - CCLXIII


Postagem original, em 10.04.2014


Reconhecer a presença da Criação
em cada Ser, momento ou situação,
ao contrário do que muito se pensa e se age, 
de forma alguma significa ignorar e ou negar 
a sombra e a ignorância,
suas condições, "poder" e artimanhas. 

Ignorar ou considerar-se imune ou superior
à quem ou a o que quer seja,
é o caminho mais curto para se tornar suscetível
a ele e as suas ações.
É deixar a porta aberta,
criando as próprias tormentas no caminhar.
                                                                      ArqueiroHur



O pensamento não leva ao amor


Postagem original, em 25.10.2014


O pensamento não leva ao amor

O processo de pensamento sempre nega o amor.
É o pensamento que tem complicações emocionais, não o amor.

O pensamento é o grande obstáculo do amor.
O pensamento cria uma divisão entre o que é e “o que deveria ser”, 
e a moralidade se baseia nesta divisão;
mas nem o moral nem o imoral conhecem o amor.
Esta estrutura moral, criada pela mente para manter as relações sociais unidas, não é amor, mas um processo endurecido como cimento.

O pensamento não leva ao amor, o pensamento não cultiva o amor,
pois o amor não pode ser cultivado como uma planta no jardim.
O próprio desejo de cultivar amor é a ação do pensamento.

Se você estiver, de fato, consciente, verá que papel importante tem o pensamento em sua vida.
O pensamento, obviamente, tem seu espaço, mas ele não está relacionado ao amor de modo algum.
O que está relacionado com o pensamento pode ser compreendido pelo pensamento,
mas aquilo que não está relacionado com o pensamento não pode ser apreendido pela mente.

Você perguntará: então o que é amor?
O amor é um estado de ser onde o pensamento não está;
mas a própria definição de amor é um processo do pensamento, e, por isso, não é amor.

Nós temos que compreender o pensamento em si, e não tentar capturar o amor com o pensamento.
A negação do pensamento não gera amor.
Há liberdade do pensamento só quando seu significado profundo é totalmente compreendido; e, para isto, o autoconhecimento profundo é essencial, não afirmações vãs e superficiais.

A meditação e não a repetição,
conscientização e não definição,
revelam os caminhos do pensamento.
Sem estar consciente e experimentar os caminhos do pensamento, não pode haver amor.

- J.Krishnamurti, Commentaries on Living, Series 1,16,Choiceless Awareness-


http://www.jkrishnamurti.org/pt/krishnamurti-teachings/view-daily-quote/20141023.php?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+JKOnline_DailyQuotes_PT+%28JKOnline+RSS+PT%29



ENGANO


Postagem original, em 17.01.2013

ENGANO
Engano é supor que tudo se finda neste aqui,
que não há consequências
ou que se consertar o indevido.
Repetindo por teimosia e arrogância as situações,
sem me aceitar, me perdoar e rever.




Engano é não perceber tudo como aprendizado.
Não sentindo a mão da Criação em cada Ser e situação.
Principalmente nas ações mais
tenebrosas ou conflitantes para o nosso ego/conceito;
sendo nestas,
a oportunidade de demonstrarmos
o nosso equilíbrio e aprendizagem.




Engano é esquecer
que a Criação e o TODO,
que tudo veem, tudo sabem e tudo podem...,
têm as soluções para o que quer que seja.
Que só cabe a Eles,
dar, retirar e destinar
a continuidade do aprendizado, da vida.




Engano é não crer na Criação,
no Seu Plano,
injuriando-me contra Ele
e me entregando a “pedidos” e “sonhos”,
sem me responsabilizar ou cuidar
do meu caminhar.




Engano é "não me ver” e perceber/sentir no TODO;
e desta forma, distante e individualizado,
cometer o maior de todos os enganos, que é:
me afastar da Criação.

ArqueiroHur



Mudança


Imagem: Usee
Postagem original aqui, em 28.12.2013


Mudança

Nenhuma mudança, em nós, vem sem esforço.
Nenhum esforço faz efeito,
se não se constituir num trabalho.
E este consiste em melhorar-nos, dia após dia,
em promover uma espécie de reforma interior, contínua,
e trazê-la ao exterior (principalmente de nós mesmos).

Imagem: Usee

E, claro, a mudança deve começar em cada um.
De dentro para fora...
Na medida em que isso ocorre, 
ocorre também a abertura para compreender e respeitar 
os limites e limitações de si e dos outros,
abre-se o caminho para a mudança exterior e alheia...

Usee