INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Pequenos Pensamentos - CXXVIII


Postagem original, em 27.12.2011


       Quanto mais você se voltar para um               
       "problema",
       que em geral é uma consequência,
       irás não só aumentar esta "bola de neve", 
       seu "peso",
       como se afastar da solução, 
       que é a sua causa.

       FOQUE-SE na LUZ, em SER
       sem racionalizar... buscar o "por que"...
       quem causou... onde está a "culpa"...

       E deixe o Universo atuar,
       dissolvendo a raiz dos impedimentos.
                                                                       ArqueiroHur



BAGUNÇAS?

imagem google
Postagem original, em 06.06.2013




BAGUNÇAS?

Que se procure reconhecer sem julgar
o que é visto como "bagunças", desordem...
para que a LUZ nelas possa atuar.

Necessário é entender
e não identificar-se, vendo com  os “olhos da mente”
e encontrando culpados, 
onde acabam sintonizando.

Pois aqueles que aqui “efetuam os atos”,
são, na sua grande maioria,
marionetes nas mãos da sombra,
estando em pleno estado de ignorância
como vocês também estiveram um dia
e também foram “usados”...

Na identificação mexem em energias pertencentes
da individualidade, 
"bagunçam" a si mesmos,
dificultam o próprio caminhar,
e desconsideram a Vontade Divina
que  atua com a energia do TODO.

E é o que deveria ser respeitado...


No rever de cada passo dado na ignorância
e conceitos egoísticos,
efetuem o perdão VERDADEIRO,
e caminhem no sentir da LUZ e ORDEM DIVINA.
Colocando-As sobre cada momento e situação
dos vossos caminhar.


Shen

Por Lei-fio



O SENTIMENTO DE CULPA - Revisto

Postagem original, em 06.10.2011


O SENTIMENTO DE CULPA - Revisto

São muitas as razões que nos levam a não perceber o que nos é ofertado: 
distração, o querer e desejo ser outro diferente do que recebemos, enfim...
Mas vou falar de uma, que afeta mais àqueles que buscam: 
É o sentimento de culpa!

Em geral, os que estão na busca possuem um nível de consciência interno (Ser), um pouco diferente do da maioria das pessoas que o cercam.
Este nível de consciência é mais exigente e não sabemos lidar muito bem com ele, pela “diferença” existente com o nosso meio. Costumes, valores, conduta, tudo é conflitante com o meio.

Este “meio” acabou nos dando uma formatação e ela sempre acaba em conflito com a nossa consciência interior (Ser), por se permitir a alguns “deslizes”: muitos, pequenos; outros de maior relevância, o que na verdade não importa ou convém esta avaliação. 
Não é este o objetivo aqui: medir nada!

Ficamos no nosso íntimo (Ser), ressentidos conosco mesmo pelos “deslizes” e quando eles nos são “apontados” geramos outras questões, como a vergonha e o sentimento de culpa.

Entretanto, partimos dentro deste quadro para a reação 
e não para o reconhecimento, 
em virtude da “formatação/ego” se julgar infalível. 
Só que aumentamos o conflito interno (Ser) ao mesmo tempo. 
Já que este havia feito sua observação de contragosto.

E esta “indignação” conosco mesmo, vai alimentando mais e mais a vergonha e o sentimento de culpa... 
Onde acabamos por repetir os “deslizes”, 
tentando desesperadamente afirmar a nossa “razão” (do ego), 
diante das conseqüências que surgem...

Alguns, neste exato ponto, podem estar afirmando: 
Mas não existem as “técnicas” e a Chama Violeta, para transmutar tudo isto?... 
Você mesmo, nos colocou-as! 
Então para que me preocupar: basta em qualquer momento, me utilizar delas, resolvendo a questão...

Não, meus amigos!...  
O que nos é pedido hoje É CONSCIÊNCIA! 
E isto significa se “rever”, procurar não mais repetir o que é indevido... 
As técnicas e a LUZ promovem sim a “transmutação” do indevido, mas não para que continuemos neste caminho de “deslizes”.

Deve-se entender que estamos no caminho e ter humildade, 
para reconhecer que ainda cometemos “deslizes” 
e assim, poder transpô-los.
A opção deste caminho é individual e Livre.

Mas com o “sentimento de culpa” e a “vergonha” imperando, ficaremos dentro deste círculo vicioso.

Reconhecer-se, perante si mesmo e o outro neste momento, 
é a abertura da Porta da Libertação e do Perdão Verdadeiro, aquele que reside em seu Coração.
E nenhuma técnica ou mesmo a LUZ, pode promover isto por você.

ArqueiroHur    

Obs: Visão baseada no texto: “Receba, Aceite e Agradeça”, de Ana Lisbôa.



O SENTIMENTO DE CULPA, por outro ângulo.

Postagem original, em 07.10.2011


O SENTIMENTO DE CULPA, por outro ângulo.

O que o homem fez, só o homem pode desfazer.

Ou seja: 
A LUZ só pode intervir pela consciência humana. 
No mais, Ela só pode observar e apontar.

Assim o é conosco também... 
Qualquer ação deve ser dada pela consciência, 
pois, é ela quem pode “modificar” o formato/molde que adquirimos.

Então:
- Por que nos mantemos do jeito que nos moldaram?
- De onde vem esta culpa que carregamos?
- Seremos nós, realmente, os causadores das mazelas alheias?

“O SENTIMENTO DE CULPA NÃO LEVA A NADA! 
MUITO MENOS EVITA A REPETIÇÃO DO ERRO... 
SÓ FAZ CASTRAR A PERSONALIDADE, CONTRIBUINDO PARA O CÍRCULO VICIOSO... QUANTO MAIS CASTRADO, MAIS ERRO VOCÊ COMETE E NÃO ASSUME! 
COLOCA A CULPA NO EXTERNO (OFICIALMENTE), 
MAS FICA REMOENDO A CULPA E ISSO LEVA À DOENÇA.
- fala de uma amiga -

Alguns por outro lado, “gostam”, se “sentem” úteis ao resolverem todas as questões alheias, mas:
-Não estarão, mantendo este padrão, contribuindo não só com o vício alheio, como fugindo do seu?

Nós somos os responsáveis somente pelos nossos passos e entrega ou não do nosso destino à Criação.

Temos um exemplo maior, que é a crucificação de Jesus:
- Você considera Judas o responsável pelo desfecho na vida de Jesus?
Jesus era consciente do seu destino e o aceitou!

Raciocine: Alguém que era capaz de “curar”, entre tantas outras coisas, não poderia ter alterado, pela sua própria vontade, este desfecho?...
Ele (Jesus), ali, nos deixou o exemplo da entrega à Vontade Divina. Onde Judas, foi apenas um “meio” ou parte desta engrenagem... NÃO O RESPONSÁVEL!


Obs: Este exemplo, não significa que devamos ficar parados, resignados com os acontecimentos. Lembre-se de que Jesus, era consciência pura. E nós, devemos "trabalhar", pois, muito do que vivemos, são puras consequências da nossa ignorância, podendo assim, serem revistas.

Muito se pode tirar deste “pequeno fato”. 
Mas agora, foque-se e procure se libertar do fardo alheio. 
ELE NÃO É SEU!


Há muitas ferramentas disponíveis. Usem-nas com o propósito da libertação e crescimento. 
Peçam LUZ! O Universo é o grande aliado que possuímos. Procurem relaxar e banhar-se em água! 
Flutuem no som! Mergulhem na LUZ!
Só você pode obter a consciência disto e proceder para tal. Este desfecho é seu!


ArqueiroHur