INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Pequenos Pensamentos - CIII


                                                        Postagem original, em 22.11.2011


                 Manter-se sob a escravidão do ego,
                 com seus desejos e querer,
                 suas contradições
                 e "dominado" pelas convicções da "sombra"
                 é não só "perder" este momento
                 para VIVER o SER,
                 como estabelecer a "nova morada"
                 dentro deste quadro de "domínio".
                                                              ArqueiroHur





O PENSAMENTO FORMA E LEVA À INDUÇÃO.

Postagem original, em 06.06.2012


O PENSAMENTO FORMA E LEVA À INDUÇÃO.

NESTA BUSCA DO "REENCONTRO" COM O SER,
AS PONDERAÇÕES E OBSERVAÇÕES
DAS NOSSAS ATITUDES E AÇÕES,
VISANDO A DISCIPLINA E O EQUILÍBRIO
(FÍSICO, MENTAL E EMOCIONAL),
É O QUE NOS MANTÉM NO CAMINHO DA LUZ (VERDADE).
DEVENDO SER CONSTANTE O "CUIDAR" EM SE "REVER",
PARA QUE NÃO CAIAMOS NAS ARMADILHAS DO "EGO".

ME FOI PEDIDO,
QUE  TRABALHASSE NA EDUCAÇÃO MENTAL (DO EGO),
ENTÃO RESOLVI BUSCAR ESTA COMPREENSÃO.

É NA OBSERVAÇÃO DOS PENSAMENTOS
QUE OBTEMOS O ENTENDIMENTO,
E DEVEMOS TER O CUIDADO COM O QUE  "CRIAMOS".

SE DERMOS "ASAS" AS BOBICES E DESEJOS DESMEDIDOS DA "MENTE", 
ESTAREMOS ESCOLHENDO SINTONIZAR COM A ILUSÃO, O MEDO, ENFIM
COM OS DEVANEIOS "SOMBRA",
QUE CAUSAM A SENSAÇÃO DE DÚVIDA, VAZIO E SOLIDÃO;
O QUE NOS LEVA PRA LONGE 
DA NOSSA ESSÊNCIA (LUZ).

POIS, 
SÃO AS DISTRAÇÕES DA MENTE INDISCIPLINADA,
QUE NOS AFASTA DO OBJETIVO
QUE É A "INTERAÇÃO" (UNIFICAÇÃO) 
COM O NOSSO SER.

QUANDO O PENSAMENTO ESTÁ EM SINTONIA COM O CORAÇÃO,
LEVA A EVOLUÇÃO.
MAS PARA ISTO, PRECISA DE "EDUCAÇÃO".

TENDO ESCOLHIDO O CAMINHO DA "VERDADE",
NECESSITO QUE O "EGO" ESTEJA JUNTO A MIM.
POR ISSO, ENSINO-LHE PRATICANDO
A HONESTIDADE POR DENTRO E POR FORA
(NO PENSAR E AGIR).

ASSIM COM ESTA AÇÃO, O EGO (ATUANDO A FAVOR),
SABERÁ DA SUA IMPORTÂNCIA,
DEIXANDO DE SER IGUAL A UMA "CRIANÇA MIMADA",
NA QUAL OS PAIS FAZIAM-LHE TODAS AS SUAS VONTADES.

O QUE DETERMINA QUEM SOMOS,
É A INTERAÇÃO COM O TODO,
COMEÇANDO POR NÓS (UNIFICAÇÃO),
E SÓ ENTÃO,
VEM A COMPREENSÃO DE TUDO AQUILO QUE NOS CERCA.

POIS O UNIVERSO NÃO PODE NOS DAR A "AMPLITUDE",
SE NÃO ESTIVERMOS EM NÓS,
(FIRMES, CONSCIENTES, DESPERTOS E LÚCIDOS).

POR ISSO, AS LIMITAÇÕES DO "SABER/CONHECIMENTO", SÃO NECESSÁRIOS NESTE PROCESSO DO "REVER",
"REEDUCAR-SE" E "REAPRENDER".

PENSAMOS QUE “SABEMOS”,
MAS CONHECEMOS SOBRE O MUNDANO,
SOBRE SEUS CONCEITOS.

Luz da Alma



O País que não existia


O País que não existia
Num país muito estranho, reinava a mentira e até o nome do país, ninguém sabia ao certo, já que tudo lá era mentiroso.
Os nomes, a idade e até por vezes o sexo era falso... Explico, a gente olhava e via um menino, mas quando se conhecia e conversava, descobria que era menina, ou vice-versa.
Nas escolas, se aprendia a mentira com várias especialidades, entre elas: para ser mais esperto, para sempre levar vantagem em tudo, para ser diferente do que se é realmente e principalmente, para nunca dizer a verdade.
O clima no país era engraçado, pois até ele pregava peças no povo que cansava de sair agasalhado e um sol abrasador aparecia e quando saía com uma roupa mais leve, acontecia de até nevar.
E apesar de toda a confusão que reinava no país, o povo levava as coisas com humor. As crises existentes no governo (sim, existia um governo, mas que também era mentiroso), o povo também não ligava e tudo era encarado com uma natural falsidade.
A fama do país atraiu muitos turistas, curiosos em saber como aquilo se dava. E eram os pobres turistas, motivo de chacotas e sofriam na mão do povo e do governo.
Como tudo lá era mentiroso, eles achavam que todos também o eram, até mesmo os pobres turistas que, ao voltarem para suas terras, acabavam sendo desacreditados ao contarem tudo o que haviam sofrido e presenciado no país da mentira.
E como eu nunca fui a este país, também custo a acreditar na existência absurda deste lugar.
- E vocês acreditam?
Lá, o bobo era esperto e o correto era bobo...  É!, tinham pessoas corretas no país, mas como ninguém acreditava nelas acabavam passando por mentirosas, mesmo não o sendo.
O que eu sei, é que ninguém podia confiar em ninguém, no País que não existia.
- Não entenderam? Nem eu.
- Vocês acham que eu também estou mentido?

ArqueiroHur