INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

segunda-feira, 13 de março de 2017

Pequenos Pensamentos - CXI


Postagem original, em 30.11.2011


                 A LUZ É ÚNICA!
                 O CAMINHO É ÚNICO!
                 O SER É ÚNICO!
                 A CONSCIÊNCIA É UNA!
                 Não se misturam a mais nada.
                 São exclusivos.
                 Inundam a TUDO ao seu redor.

                 Simplesmente estão ou não estão.

                 Penumbra?...
                 Bom, existe meia luz?

                 A claridade não significa
                 necessariamente LUZ.

                 Os objetos fluorescentes são LUZ
                 ou apenas "refletem" uma claridade
                 obtida, em geral, 
                 por uma pigmentação, pintura
                 como um "disfarce", uma atração ?

                 SENTIR! ESTE É O CAMINHO DO SER.
                                                                   ArqueiroHur



Redobrem vossa atenção (SINTAM)- Francesco, o Mentor

Postagem original, 23.07.2012



Queridos Filhos,
Redobrem vossa atenção.

Muitos chegarão até vocês
em vestes de "cordeirinho" manso, solidário,
"dizendo conhecer tudo que se passa"
abraçando e envolvendo seu ego...
(Não o reconhecem?!).
E com palavras vazias,
repetem o que o mundo lhes moldou dizer :
"que lindo, que bonitinho ..."
e repassam uns aos outros, na tecnologia que lhes cabe.
Distribuindo uns aos outros por pura ignorância
(ignoram o que está por trás de toda pele do "cordeirinho")

Filhos amados,
precisam SENTIR tudo que lhes chega!
Se não SENTEM,
não usem de hipocrisia apenas agradando vosso ego carente
que caminha junto e resiste a mudanças.

Compreendam!
Revejam-se constantemente, perdoem-se e perdoe aos outros.

Limpem-se!
Para que possam sentir a LUZ.
Nela identificarão A VERDADE.

Tudo que precisam, está dentro de vocês mesmos.
Cessem de distribuir o que não experimentaram...

Nada (e nada mesmo!)
nem ninguém (nenhum ego)
tem respostas as vossas necessidades.  
Somente o UNIVERSO dentro de vocês.


Fiquem na Paz!

Francesco, o Mentor
Por Lei-Fio



Os disfarces II – comedimento

Postagem original, em 18.01.2014


Os disfarces II – comedimento

Se tudo possui uma vibração
(pensamento, palavra, atitude, ação...)
e a vibração da LUZ se sintoniza através da consciência:
quando o que se pratica não resulta em atitudes 
de consciência perenes, que fluem no dia a dia;
ao que estas práticas se vinculam, ao que “servem”
e em qual frequência atuam?...

Hoje, no mundo globalizado da informação,
o que não faltam são técnicas, práticas, “meios”
e “soluções externas” que nos prometem a "salvação/luz"
e resultam num “comedimento aparente”
(exposto por uma conduta medida,
por uma “fala serena” e envolvente,
por posturas/gestuais ensaiadas e repetidas exaustivamente).
Que atraem a muitos por não exigirem a responsabilidade 
sobre os passos, pensamentos e ações,
por não terem a necessidade da revisão ou da consciência.
Requerendo apenas a “doação de um tempinho”
para a realização/repetição da prática/técnica
e ou de uma “troca financeira” para o sucesso da empreitada.

Ou seja, relativamente tudo já está feito,
pois a lavagem cerebral/manipulação
assim já determinou/sacramentou.  
Mantendo o mental e o emocional sob controle,
tornando-os “cordeiros”, comedidos;
sem reagirem diante das situações
e como se já fossem/estivessem prontos e equilibrados,
sem terem nada mais a aprender, rever ou limpar.



"... Estamos na Sociedade meramente para indulgir*
em alguma  atividade exterior que é 
momentaneamente satisfatória?

É fácil demais satisfazer-nos com a atividade,
com o trabalho em algum departamento,
com o escrever, comparecer a reuniões e assim por diante.

Mas tal atividade não é suficiente para tornar alguém 
um Teósofo**.

A pergunta crucial é:
em meio a toda minha atividade, onde estou centrado?;
qual é minha condição interior enquanto atuo, falo, penso?

Afinal, há uma vida interna
ou minha atividade é iniciada e dirigida
desde a camada superficial de meu cérebro?

Para tornar-se cônscio do ímpeto interior,
dar a si mesmo à verdade,
é necessário fazer uma pausa em meio às atividades,
não uma mas muitas vezes.
Depois que a atividade exterior termina,
a pequena tagarelice do cérebro continua.
Deve-se ir além disso também, até a natureza interior.

Se se falhar aqui,
não se é realmente capaz de fazer o trabalho Teosófico***
do ponto de vista daquelas grandes forças
que dirigem o destino do homem rumo ao Bem...


... A fim de encontrar o centro interior,
de chegar um pouco mais perto da Realidade,
é necessário afastar-se das preocupações diárias.

Muitas pessoas sentem-se renovadas numa convenção ou conferência porque elas por um tempo,
puseram de lado suas pequenas tarefas, deveres
e responsabilidades diárias;
foram capazes de pôr “eles mesmos” de lado...


...Tal distanciamento de nós mesmos no tempo e no espaço
é necessário para alcançarmos o coração e o centro interior,
para descobrirmos como agir
e o que é que realmente queremos fazer.

Um tal não-envolvimento não é apático ou insensível,
mas um desapego necessário;
sem ele, não podemos ver nosso caminho ou agir retamente.
Se olhamos a vida com este “senso de distância”,
podemos ver muito mais do quadro total...

  
... Nós todos sabemos que a sabedoria é diferente do conhecimento
e dos processos do pensamento.

O pensamento pode influenciar o que fazemos numa ocasião particular,
mas a sabedoria produz uma transformação radical em nossa vida inteira.
Ela nos traz a uma profundidade onde não há mudança.

E se agimos a partir dessa profundidade, tudo é correto.

Portanto, num certo sentido, a reta ação não tem nada a ver com circunstâncias.
Quando calculamos os prós e os contras e pesamos suas possíveis consequências,
a ação que podemos tomar pode ser errada ou pode ser correta.

A ação infalível surge somente da profundeza em nós mesmos
onde a verdade pode ser descoberta...


...Nós tentamos compreender o homem e o universo
através de nossos estudos, investigação
e através da discussão com mente aberta,
não nos agarrando com muita certeza ao nosso conhecimento,
sempre compreendendo nossas limitações.

Mas é imensamente mais importante viver retamente****
e com isso trazer alguma coisa para o mundo,
o que não podemos fazer através de nenhum tipo de ensinamento verbal, através da mera propagação de conceitos.

Se cada um de nós é um estudante da sabedoria
que está a cada dia tentando transformar sua vida
através de uma maior compreensão,
suas palavras terão em si o brilho da sabedoria."

- Radha Burnier (The Theosophist, Outubro, 1984)-


Notas do Arqueiro:
*indulgir possui o sentido de: “se dar ao luxo”, da condescendência, da complacência.
**entender o “teósofo” como aquele que busca a Si, ao SER, a Evoluir e ao TODO;
aceitando e respeitando as Leis da Criação.
***“trabalho teosófico” = caminho do rever-se/SER
****“viver retamente” é o atuar com consciência, pelo SENTIR e em comunhão com o TODO.





O que pode suplantar a consciência?...
Alguma técnica ou prática pode substituir a consciência?...
  
Pode existir comedimento sem equilíbrio?
E o equilíbrio, existe sem consciência?...

Nada pode substituir ou suplantar a consciência.
É da consciência que brota o equilíbrio,
fruto da compreensão e aceitação das Leis da Criação 
e do processo em que nos encontramos aqui, encarnados.
E sem Ela, consciência, o que temos é a ilusão.


Cabe a cada um perceber as incoerências e contradições
nos seus atos e naquilo que lhe é apresentado,
desvendando ou não os disfarces,
reconhecendo/SENTINDO a vibração que vigora
e se sintonizar ou não;
definindo o rumo do seu caminhar.  

ArqueiroHur



Quem procura a VERDADE, reconhece-A em SI


Postagem original, em 21.12.2012


Quem procura a VERDADE, reconhece-A em SI

Quem realmente busca a VERDADE,
para segui-La, sê-La e propagá-La por onde passar
(em qualquer nível ou dimensão da energia;
nos planos físico, mental ou emocional),
reconhece-A e encontra-A em SI,
no seu CORAÇÃO!
(recanto e lugar onde o TODO está)
...


Sim!... Quem procura a VERDADE
observa o TODO e SENTE-A em SI,
em cada momento/situação,
em cada exemplo e oportunidade que a Criação dispõe...
Firma-A e fortalece-A em SI,
ao refutar a Sua ausência diante da ilusão,
nos testes 
e nas tentativas de cooptação do ego/sombra.



Quem A VIVE,
não "quer ser alguém" ou "um outro";
apenas se esmera e se empenha em SER a SI MESMO,
em não contradizer-se ou negar-se.
Seu foco é manter-se na vibração e sintonia
do SEU SER, do seu CORAÇÃO.

ArqueiroHur