INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Pequenos Pensamentos - CCLII

Postagem original, em 25.01.2014


Uma vez que:
a LUZ é consciência
e a consciência é LUZ...

Aquele que se encontra no estágio de
estar atuando com consciência,
ou seja, Sendo LUZ,
não profere palavras 
quanto a Ela, LUZ;
quanto ao seu estado pessoal
e nem "a envia" ou a fornece 
aos seus interessados.

Isto, pelo simples fato de que é ciente de que:
aonde o respeito as Leis da Criação
e a comunhão com o TODO
se encontram/estão,
a LUZ se faz presente,
se expandindo e envolvendo
a todo o ambiente/situação.
Não sendo questão de
uma vontade pessoal, de um querer,
de uma "programação", manipulação ou indução;
mas de SER.
                                                                            ArqueiroHur




Sagrado

Postagem original, em 07.12.2013
A Pedra do Sol ou do Solstício e A Pedra da Cabeleira de Nossa Senhora





Sagrado

O Sagrado está muito mais próximo 
do que possamos imaginar... 
na materialidade, na realidade, 
nos pequenos e quase imperceptíveis detalhes!
É o vento de encontro à face,
Teu coração, o próprio altar.
A tua fala, a liturgia para dar forma ao pensamento.
Tudo em torno de ti a girar, a abraçar-te no eterno 
e incondicional amor.
Se sentes frio, envolver-te-á no calor;
se sente calor, abraçar-te-á com frescor;
se no escuro estiver, a luz é feita;
até o momento em  que ao todo te entregarás e não mais contradição haverá, pois tudo já estará completo.


-Sensibilidade-



Mix da LIBERDADE


Postagem original, em 07.11.2011


                             "...ando meio desligado,
                         já nem sinto meus pés no chão.
                              Olho e não vejo nada..." 
                                 - Arnaldo Baptista/Rita Lee/Sergio Dias-


                     Mix da LIBERDADE

                     Não leve a mal, mas:
                     por que teimamos em não ver
                     os sinais que o Universo nos dá?

                     Você tem medo de quê?
                     Você precisa de quê?

                     Eu, 
                     só quero ser o AMOR
                     prá acabar com o meu sofrer...
                     E sei que muitos irão dizer:
                     que um dia,
                     eu vivi a ilusão
                     de que ser homem bastaria...
                     e que a questão, 
                     não é desejar nem sentir...

                     Assim, 
                     fica o dito e redito
                     por não dito...

                     Pois é...
                     A Paz da existência
                     contemplei...
                     Na Glória do sorriso
                     Na Vitória do semblante... 

                     A LIBERDADE
                     está em cada um de nós.
                     Lutem e se entreguem a ELA.
                     Deixem-Na fluir
                     e sejam: 
                     o AMOR que NOS CRIOU! 
                                                            ArqueiroHur






terça-feira, 29 de novembro de 2016

Pequenos Pensamentos - CCXVI


Postagem original, em 08.02.2013


           Só quem "aceitou" o caminho
           e a ele se lançou,
           percebe a transformação em Si.

           É..., 
           somente quem permitiu rever-se
           e que se viu 'ignorante',
           rompendo com 'seus medos', 
           abriu as portas 
           para a consciência em Si se instalar.

           O conhecimento sem aplicação,
           sem a entrega ao "conhecido"
           não produz nem atrai LUZ,
           nem deixa o AMOR atuar.
                                    ArqueiroHur



O SENTIR É A FONTE




O SENTIR É A FONTE

Queridos Filhos,
no sentir entram na sintonia do SER
que atua de acordo com a VONTADE DIVINA. 
Onde o AMOR É FONTE DE ÁGUA VIVA.

"AQUELE QUE BEBER DESTA ÁGUA
NÃO TERÁ MAIS SEDE"

Postagem original, em 27.01.2014

Queridos FILHOS,
abram a taça do coração e trabalhem em humildade.
Sabendo que o sofrer, a dor,...  devem ser limpas,
lavadas, elevadas
vendo tudo como aprendizado individual...
cada um está no seu nível de consciência/evolução.

Identificados com os "meus",
deixam de VER o TODO, a CRIAÇÃO e o UNIVERSO.
FONTE DE VIDA ETERNA que JORRA AMOR
e SABEDORIA.

Fiquem na PAZ 
e  ÁGUA VIVA DE MEU AMOR .
Francesco, o Mentor

Por Lei-Fio



Quando finalmente...

Postagem original, em 01.09.2013



Quando finalmente...

Quando finalmente nos permitimos
e aceitamos a consciência do SER:

- as dúvidas se dirimem,
o medo se esvai,
a serenidade se instala.

- os círculos viciosos se dissolvem,
as manipulações se findam,
tudo se iguala e se torna aprendizado.

- a solidão se extingue,
a ignorância parte,
a Verdade permeia...


Sim!
Somente quando finalmente deixamos
de nos ver e ‘ser’ o centro do mundo,
com nossas questões, dores e desejos;
abrimos a porta para a LUZ/consciência/Amor entrar
e fazer a PAZ em nosso caminho reinar.

ArqueiroHur



Você quer...? Então!

Postagem original, em 18.09.2012




Você quer se manter em pé no caminho?...
Então se veja ‘caindo’!
(reconhecer que se pode cair, é a base para
o caminhar sereno)




Você quer a consciência?...
Então admita-se na ignorância!
(perceba que o seu ‘conhecimento’ é
separatista, limitante e alimenta a ilusão)




Você quer encontrar a PAZ?...
Então ‘aplaque’ o seu desejo e vontade!
(combata os ‘conflitos internos’ gerados
pelos conceitos e convicções)





Você quer a LUZ?...
Então limpe-se!
(retire as cascas e couraças que impedem
a LUZ de fluir de você)





Você quer o AMOR?...
Então se reconheça individualista e egoísta!
(veja-se atuando para si, para a sua vontade,
pelo seu interesse)






Sim, PODEMOS QUERER!
O 'querer' faz parte da liberdade que a Criação nos oferta,
da nossa escolha.



Mas enquanto não entendermos que
só se muda aquilo que se reconhece,
que se admite,
ficaremos somente neste ‘querer’, 'viajando'...
Manteremos ‘escondido/guardado’,
tudo aquilo que negamos, que evitamos
e continuaremos com a LUZ distante
do nosso caminho.

ArqueiroHur




segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Pequenos Pensamentos - CLXXXIV



Postagem original, em 05.10.2012

           Todo Coração,
           como fruto do AMOR da Criação,
           é puro!

           E, em todos os planos e dimensões ,
           Ele, Coração, gera e espalha consciência.

           Sim,
           é pela consciência
           que este AMOR e pureza atuam.

           E consciência é não esquecer onde estamos,
           o que nos rodeia.
           Consciência é não partilhar 
           ou compactuar com a ilusão
           (entre outras coisas).

                                                                            ArqueiroHur



Os demais REINOS

Postagem original, 12.06.2013


Os demais REINOS

A CRIAÇÃO  gerou o AMOR.
E O AMOR SEMENTES.

As SEMENTES humanas deveriam germinar
como as dos demais reinos.
Estes não interferem,
cumprem seus trabalhos de evolução,
auxiliando quando é devido,
amparando quando necessário,
fornecendo alimento, aroma,
essência...
indiscriminadamente,
sem escolher ou determinar "a quem". 



Mas ainda há tempo.


Tempo de rever
para estar em sintonia com todos os reinos.
Tempo de sentirem sua vibração de AMOR,
sem que seja necessário desrespeitar, invadir,
julgar, estipular 
ou manipular/chantagear...

Cabendo deixar-se envolver pelo manto da LUZ,
onde toda IRMANDADE, de todos os REINOS,
desce e atua
de acordo com a VONTADE DIVINA.

Ághata


Por  Lei-Fio



Você sabia que...? - II


Postagem original, em 06.06.2015



Você sabia que...? - II

Você sabia que:
a dependência, o apego, a permissividade..., assim como a dor ou a alegria, a tristeza ou o prazer não são atributos nem condições do AMOR?

Não!... Você tem certeza disto, de que não sabia?

É..., as emoções como também a carência ou o controle, que se utilizam de chantagens ou manipulações, são aspectos de uma baixa vibração/ignorância e bloqueiam/impedem a vibração do AMOR, que é fruto da Criação e prima, entre outros aspectos, pela liberdade e respeito, fluindo no equilíbrio.

E é esta a razão, o “não saber”, que faz com muitos tentem crer que a “proteção” (um dos disfarces do controle) que sufoca e impõe um rumo/caminho cheio de regras e conceitos, de pode e não pode e etc.; que ignora a liberdade, o respeito e a Criação, 
seja ou substitua o AMOR.
Mas isto de pouco ou nada adiante, pois mesmo você negando a liberdade e o respeito ao TODO e a todos os seres (de qualquer espécie ou reino), o seu SER tem o AMOR impresso Nele, já que a Criação assim a TODOS dotou. E este AMOR, da igualdade e justiça, diante da eternidade e do Universo evolutivo, irá sempre prevalecer.

ArqueiroHur




Recorde-se do AMOR! - Um manifesto


Postagem original, em 22.03.2012


Recorde-se do AMOR!


Sim!
Você foi 'forçado' a não lembrar do AMOR da CRIAÇÃO.
A se sentir e se ver sozinho...
Por vezes desorientado em razão do que o "mundo ao seu redor" dizia e diz ser o certo.
Se contrariou, se magoou e em muitas ocasiões se negou...


É, de tudo isto, você se recorda...


Agora, faça um tratado com você mesmo, um manifesto onde:


- Procure 'lembrar-se' de quantas vezes você foi acarinhado.
- Em quantas ocasiões você foi amparado e protegido.
- O quanto de oportunidades você teve para aprender...


Ah!... Não vale ficar falando que não teve 'seus desejos' atendidos, tá?!...


Apenas procure se lembrar dos 'momentos' em que pode "sentir" este AMOR. Ele está aí!...
No canto de um passarinho, no abraço de um amigo, no olhar de um cachorro, no perfume de uma flor, no sorriso de uma criança...


Esqueça um pouco a "sua vida", suas questões e desgostos, suas frustrações e mágoas.


Olhe o nascer ou o pôr do sol... 
Relembre o som de uma cachoeira... 
O "silêncio" da mata, com o vento soprando e as folhas dançando na sinfonia da vida.


Sinta este pulsar em você!





O esplendor de uma 'lua cheia', a sincronia das ondas do mar, a beleza desta Terra!


Tire um 'tempo' para você. Você faz parte de tudo isto. 
VOCÊ SENTE!
Faça isto todo dia. Demostre este AMOR por você mesmo!
Louve a Criação recordando-se Dela! 
Sendo Ela. Sendo este AMOR!


Trate-se com ternura, ao menos dentro deste tempo. 
TENTE!... 
Você sabe o que é ternura, ser leve, fluido. Tudo está aí dentro. Deixe-se SER!


Este é um manifesto simples. 
Nele você não deve 'pedir nada', nem a ninguém; 
apenas deve recordar-se de tudo o que a Criação já lhe ofertou e SENTIR-SE FRUTO DELA. 
AMADO!


Não o 'amor humano', de alguém; de posse, de desejo. 
Não!... 
SINTA-SE AMADO por aqui estar, neste planeta, perante toda esta exuberância que a Criação ofertou!


Que o Amor Divino se perpetue em cada ato de sua vida.
ArqueiroHur





domingo, 27 de novembro de 2016

Pequenos Pensamentos - CCXLIV


Postagem original, em 14.12.2013


A consciência não se revela 
e ou se expande
pela repetição de frases,
de "táticas", de gestos, 
de técnicas, de conduta...

Não!
Isto é se programar
ou se reprogramar mentalmente.
É manipulação e ou indução mental.


A consciência é "viva"/real
e efetiva,
quando do reconhecimento de tudo,
do TODO e de Si como energia
e na atuação perene com ou sobre
a que nos rodeia
e ou "praticamos"
(pensamentos e ações). 
                                             ArqueiroHur



EXERCÍCIO de DESOBSTRUÇÃO e REPOLARIZAÇÃO DA ENERGIA DOS "CORPOS INFERIORES"



EXERCÍCIO de DESOBSTRUÇÃO e REPOLARIZAÇÃO DA ENERGIA DOS "CORPOS INFERIORES"

Este exercício vai atuar em todos os nossos corpos inferiores 
(físico, etérico, emocional e mental), 
desobstruindo-os e repolarizando-os; 
permitindo que o fluxo da sua energia vital se restabeleça 
e venha a se promover a Unificação com os corpos superiores.
Ele é um complemento e auxiliar das outras técnicas que aqui foram expostas. 

Nossa atuação é física, pelos movimentos, mas devemos ter o entendimento do objetivo, que é a energia, 
e realizarmos o exercício,dentro deste propósito.
Desta forma, devemos perceber e respeitar nossa limitação e dificuldades iniciais
mas com persistência e determinação, irmos ultrapassando-as.
Pois, não se constrói um Castelo de pedras, sem que se vá colocando uma por uma.


1ª  PARTE.
     A)  RESPIRAÇÃO, onde se busca o centramento/foco, a sintonia para a sua efetuação pelo TODO, LUZ:

Se posicione de frente para o sol nascente, de pé com a postura ereta, pernas entre abertas (na altura dos quadris). Abaixe a cabeça relaxando-a.  


Inspire profundamente, enquanto se vai girando a cabeça até  a altura do ombro.


Prenda a respiração e vá lentamente, como que desenhando um círculo, levando a cabeça até o outro ombro.


E somente então, comece a expirar (soltando todo ar pela boca) lentamente; deixando a cabeça voltar para posição inicial até o centro do peito, relaxando. 
Onde se começa novamente, a repetição de todo o processo, efetuando-o 3 vezes para cada lado, na ordem da sua preferência.


Fazer este movimento 3x pra cada lado.






B) Mexendo com as energias cristalizadas na altura dos ombros -  
b.1) “Tô nem aí”. 
Com os olhos abertos, crie um ponto fixo para olhar
e vá efetuando suavemente este movimento de "subir e descer com o ombro", 
pois embora estejamos no físico, nosso objetivo é atuar com a energia.   
Faça com um e depois com o outro, intercaladamente e procurando manter a suavidade no movimento. 
A quantidade de vezes, fica ao seu critério e percepção.




b.2) Mantendo os olhos fixos no ponto criado (o que deve "mexer", são os ombros, não a cabeça),
vá girando o ombro (um de cada vez), 
como quem desenha um circulo imaginário, pra frente e para trás. 
Faça suavemente, sem se preocupar com quantidade de vezes efetuada, mas sim buscando "sentir". 


b.3) Nadar ou "Elis Regina"
Neste ponto, começamos a ter um movimento mais intenso, visando "soltar" algumas energias que estão mais densas, assim:
soltando os braços para frente, para trás e girando-os (como a Elis cantando "Arrastão");
dando “braçadas de natação”  e ou como um bater de asas livre.
Primeiro intercaladamente e depois em conjunto.

OBS: Somente mexer os braços, a postura deve permanecer ereta, olhando para um ponto fixo de frente para o sol nascente.






C) Desobstrução da coluna. 
Mantendo ainda o olhar no "ponto fixo",
abrindo mais as pernas para se obter apoio e conforto;
colocar uma das mãos apoiada no joelho, o outro braço passando por cima da cabeça dando 3 puxadinhas leves, mas onde sentimos o "mexer" em toda a coluna . 
Fazer 3 pra cada lado, alternadamente.




D) Mexendo com as energias do quadril/cintura: 
A quantidade dos movimentos (número de vezes), fica aqui de novo entregue a a sua percepção/sentir.

d.1) Voltando a manter o olhar "fixo num ponto" e com as pernas abertas na altura da cintura; 
por as mãos apoiadas nos quadris e ir subindo e descendo o calcanhar, 
flexionando levemente os joelhos alternando-os (um e o outro),
sem retirar os pés do chão.
obs: o que deve mexer nesta etapa, é a parte inferior do corpo o  tórax e a cabeça, devem permanecer o máximo possível, quietos.  






d.2) ir subindo o movimento que antes se dava somente com as pernas, para o quadril;
mexendo-os quadris para o lado (rebolando), 
mantendo a sintonia entre os quadris e os movimentos das pernas anteriores 
(calcanhar se elevando, os joelhos levemente flexionando); 
sem retirar os pés do chão.

d.3) Movimento Pélvico.
Com as mãos apoiadas nos quadris e as pernas levemente afastadas
(sem perder o ponto fixo do olhar); 
movimente sua pélvis (parte sexual) pra frente e pra trás. 
O movimento, deve ser curto, rápido (dando uns “ tranquinhos”) 
e alternados:  para frente e para trás.



d.4) Volte a repetir os movimentos do exercício “A”. (Com as mãos apoiadas nos quadris, subir e descer o calcanhar, flexionando levemente os joelhos alternando um e o outro.)


- Aos poucos, 
vá levantando um pé de cada vez e batendo no chão 
(como se estivesse marchando, porém sem sair do lugar, 
no ritmo da batida do coração ou de uma dança indígena);
indo aos poucos, acelerando os movimentos,
para mexer, desta vez, com toda a energia do corpo.








E) ARRANCANDO AS ENERGIAS NOCIVAS.
- Se curve o máximo que conseguir. (Como ficar pendurado);
deixando-se totalmente "solto" na parte do tronco e braços.

Ex: Como mostrado no desenho.



- Agora, inspire profundamente pelo nariz e ao mesmo tempo junte as mãos,
entrelaçando os dedos.  
ex:  Fazendo “cadeirinha” (brincadeira de criança que serve de apoio para o outro subir).


- com a respiração presa; 
vá “raspando” subindo as mãos (como se as mãos fossem uma espátula) 
de maneira rápida e sempre em contato ao corpo, 
até o chakra da coroa,
tendo em mente o entendimento de que se está "pegando" toda energia nociva,
indevida que se encontrava nos corpos inferiores. 



- Ao se chegar com as mãos ao alto da cabeça, 
expire pela boca, de forma intensa, 
soltando todo o ar de uma vez, 
ao mesmo tempo em que se solta as mãos,
projetando-as para frente. 
Jogando aquela energia fora e para bem longe,
de maneira determinada e incisiva.

OBS: REPETIR TODA ESTA ETAPA (E) 3vezes.



2ª PARTE - REPOLARIZAÇÃO e PREENCHIMENTO com a LUZ

APÓS A LIMPEZA VEM A RECONSTRUÇÃO. 
NA QUAL DEVE SER FEITA DE MANEIRA SUTIL, LEVE E CALMA; 
INSPIRANDO (pelo nariz) E EXPIRANDO (pela boca) SUAVEMENTE. 
Sentindo a energia da LUZ, do AMOR preencher o que antes estava ocupado e foi retirado.


A) REEQUILIBRANDO OS CHAKRAS INFERIORES e "acalmando" os CORPOS: etérico, emocional e mental.
- inspire profunda e lentamente pelo nariz, 
com as mãos na horizontal (espalmadas para baixo) , 
posicionadas no plexo solar, 
com os dedos médios se tocando e os cotovelos alinhados 
e expire pela boca lentamente. 
Faça a respiração por 3 vezes, mantendo a posição das mãos.






B) TRAZENDO A ENERGIA DA LUZ (DO SEU SER) PARA TODOS OS CORPOS E CHAKRAS. 

- Como o yin-yang, com as mãos em forma de "conchinha",
encaixe-as na altura do chákra cardíaco ( meio do peito), mantendo os cotovelos alinhados. 

- Inspire profunda e suavemente, 
levando os braços na direção da mão que está por cima, 
com a respiração presa, 
até a lateral do peito;
dê 3 puxadinhas leves, esticando e levando a mão, mais para trás;  
venha, então, retornando as mãos para o centro do peito lentamente, 
sempre mantendo-as na altura, 
enquanto ao mesmo tempo, 
se vai expirando pela boca suavemente. 

,





- Em seguida, mas pausadamente,
inspire e puxe para o outro lado, dando as "puxadinhas";
fechando assim, 1 ciclo.
repetir o ciclo inteiro  por 2 vezes ( para os 2 lados)
e "puxar" mais um vez para o lado da mão que está por cima.


- Faça o início do 3º ciclo,mas no retorno dele, 
no centro do peito,
inverta a posição das mãos;
e comece-o para o outro lado 
(a mão que estava por baixo, vai pra cima),  
repetindo os 2 ciclos inteiros;
e parando ao retorno do 3º.





C) LEVANDO A ENERGIA/SABEDORIA DO SEU SER (RECEBIDA NA ETAPA ANTERIOR) PARA A MENTE/PERSONALIDADE.
- Mantendo as mãos na posição em que se fechou a etapa anterior,   
inspirar suavemente, 
e levando ao mesmo tempo as mãos até o 3º olho 
(encaixadas da mesma maneira que do exercício anterior); 
com os “nódulos” (ossinhos) da mão que está encaixada por cima, 
massageie esta região do 3º olho,
passando-os (cada um deste ossinhos) de cima pra baixo suavemente, 
com a respiração presa.
Afaste um pouco a mão e retorne subindo as mãos, 
passando novamente os ossinhos pelo 3º olho
ao mesmo tempo em que se expira pela boca, suavemente.

Faça este processo por 3 vezes com a mão que se iniciou;
voltando as mãos ao chakra cardíaco,
inverta-as 
e repita o processo acima dos ossinhos subindo e descendo por 3 vezes.











PARTE

BANHANDO e PROTEGENDO COM A LUZ AMARELO/DOURADO (LUZ DO SOL) DO UNIVERSO.

“Repouse” as mãos uma sobre a outra (com as palmas pra cima). 
Inspirando suavemente vá erguendo as mãos,
de forma suave e lentamente,
com a respiração presa até o chakra da coroa;







onde, soltando as mãos e abrindo os braços, 
desce-os, de forma suave, acariciando 
fazendo um círculo em volta do corpo;
ao mesmo tempo em que 
se expira pela boca lentamente
até o ponto inicial,


alternando as mãos, uma por cima da outra, 
após cada “circulo” feito. 
Repetir por 3vezes, com cada uma das mãos por cima,
dando um total, de 6 vezes.



ArqueiroHur

com a colaboração e participação de Luz da Alma


ps: recomendo que se procure seguir a sequência indicada, ordem colocada, para que se possa atingir ao propósito exposto. Pois, para que a LUZ entre, é necessário que haja o espaço e condições para Ela se instalar.