INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

sábado, 24 de setembro de 2016

Serenidade e Abrigo


Postagem original, em 17.12.2012



Serenidade e Abrigo

A serenidade é um estado que brota 
do conhecimento (consciência) do caminho. 
Do entendimento sobre suas pedras, percalços...
e do seu objetivo.

A serenidade navega no mar do SENTIR,
flutua nas ondas da Evolução;
cresce no movimento da LUZ, do AMOR.

A serenidade nasce da confiança na Criação/TODO
e entrega à VONTADE Divina.

A serenidade se firma,
quando não possuímos mais “objetos” conflitantes
com o propósito do TODO 
(conceitos, desejos, quereres... individualizados);
“objetos” que geram dúvidas, incoerências
e todas as mazelas que delas surgem.

A serenidade não está em alguma coisa ou lugar...;
em alguém ou numa situação.
A serenidade está em si, no simples fato de SER,
e de efetuar a sua parte diante do TODO.

ArqueiroHur



Abrigo...

Nosso maior (e melhor) abrigo
está dentro de nós mesmos,
se dele cuidamos,
nem as intempéries conseguem abalar...

Usee
http://evidenciasdoserevidenciasemser.blogspot.com.br/ 


ps: muito 'se pensa' que a serenidade é ser passivo, condescendente ou mesmo covarde;
por não se reagir diante das situações, 
ou por se ter uma 'resposta/atitude' diferente daquela esperada, desejada.

Por esta mesma 'visão', qualquer 'reação' ou mesmo adequação, 
é vista como um desequilíbrio ou revolta.
Ex: a erupção de um vulcão, o vento que sopra ou a chuva que cai, 
são vistos como algo tenebroso e devastador para o homem e seu egoísmo.

Mas o que será este movimento para a Mãe Terra?...
E mais,
como poderia Ela estar 'se vingando da humanidade', como muito se diz, 
se estes movimentos Dela ocorrem desde muito antes do homem aqui estar, habitar?...


Então não!... a consciência, e assim presença do SER, 
nos leva ao perceber e SENTIR, 
fazendo-nos atuar serenamente com ou sobre as energias
em qualquer situação.

Sendo o com, deixando-se levar, reconhecendo o que não se pode mudar
(Leis da Criação, VONTADE Divina, Movimento da Mãe Terra e etc.)
não impondo a 'minha vontade', percebendo a presença da LUZ;
e o sobre, limpando, transmutando e evitando a presença da sombra
(em mim e no ambiente);
e desta maneira, realizando o que deve ser realizado pela LUZ e VONTADE Divina.

A chuva que cai, o vento que sopra e os 'movimentos' da Mãe Terra, 
são restauradores e visam/demostram o seu equilíbrio e Serenidade do SER,
pois não são ações egoísticas, solitárias ou de/por caprichos individuais.
São ações ou reações fincadas no TODO e dentro da ORDEM e VONTADE Divina.

Repito:
A serenidade está em si, no simples fato de SER,
e de efetuar a sua parte diante do TODO.
ArqueiroHur