INFORME

Mediante os movimentos aos quais devo proceder e acatar, em respeito a vocês, meus Queridos Irmãos (ãs), ainda estou aqui. Entretanto, pode acontecer que as postagens não ocorram de forma como vinham se dando: diariamente.
Desta forma, não estranhem caso haja tal situação.
Que a Ordem Divina, permaneça em nosso caminho.

sexta-feira, 17 de março de 2017

Ao primeiro impacto: refutar, fugir!

Postagem original, em 14.09.2014



Ao primeiro impacto: refutar, fugir!

Qual a primeira atitude que o ego (você e qualquer um) toma ao ter qualquer contrariedade?

Não precisa ser algo que o contrarie de todo,
apenas algo que não esteja na mesma vibração em que ele esteja sintonizado ou do pretendido. Conseguiu vislumbrar?

Pois é!... Mas a primeira providência que é tomada, como já o é colocado no próprio título do texto,
fica no âmbito do negar e “se resguardar”: 
refutar e fugir!

É meio assim: se ele estiver pensando em mamão, e lhe for entregue uma maçã, mesmo que ele “não desgoste” da maçã, a reação será de negação, de não aprovação.
E isto, esta não aprovação, será calcada sob o comando do seu  “instinto de auto preservação/defesa”. Onde, em muitas situações, será utilizada a máxima: “a melhor defesa é o ataque” para sustentar suas atitudes e “disfarçar” a fuga da contrariedade. 
Além de se valer do “julgamento”/comparação como “princípio à seguir”.

Portanto, deve-se ficar atento a esta reação primeira, para não se deixar levar por ela,
uma vez que devemos ter e manter o entendimento de que
a LUZ e a Vontade Divina, invariavelmente,
tenderão a promover situações e apontamentos,
que ressaltem, exatamente, a posição “presa, fechada e amarrada” do ego.   

Pois é muito provável que possamos, 
ao não observarmos esta postura, 
não só fortalece-la, como também gerar consequências de difíceis soluções, pelo momento/estágio em que nos encontramos, seja individualmente e ou junto à Mãe Terra/TODO. 

ArqueiroHur